ITAITUBA

18 Casos de suicídio foram registrados em menos de um ano no município de Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O suicídio é uma forma inconsciente  de auto punição, pessoas que cometem suicídio sentem uma culpa muito profunda e encontram na morte uma forma de se punir, pensamentos suicidas são silenciosos e de difícil identificação. Uma vez que dificilmente são expressados com palavras, apesar disso é possível identificar características suicidas, por meio da convivência e de conversas de pessoas que tem esse pensamento.
Imagem Ilustrativa (Foto: Reprodução via Internet)
Segundo diversas pesquisas, o suicídio é bem mais predominante entre os homens e isso não é diferente no Brasil, geralmente essa diferença existe devido ao fato dos homens encontrarem meios letais mais eficientes para cometer o suicídio.
As mulheres também são grupos que cometem ou pelo menos tentam cometer o suicídio. Porém, não é maior que os casos entre  homens. Já no caso de jovens brasileiros, a taxa de suicídio continua se mantendo alta e os principais fatores que levam ao suicídio na juventude são problemas como; depressão, uso excessivo de álcool e drogas, violência sexual, abusos, violência doméstica e bullying. As estatísticas mostram que no Brasil a cada 46 minutos uma pessoa comete suicídio. Isso representa um crescimento 2,3% ao ano.

Setembro Amarelo (Foto: Reprodução via Internet)

Em Itaituba, de janeiro até  12 de Novembro, 18 pessoas tiraram a própria vida sendo 13 homens e 5 mulheres. O setembro amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio. Iniciada em 2015 no Brasil.
Os número oficiais divulgados pelo ministério da saúde indicam que os casos estão aumentando no País. A taxa de suicídio a cada 100 mil habitantes chega a 9,2 entre os homens um aumento de 28% em uma década, entre as mulheres a taxa é de 2,4, os números também mostram que o suicídio já é a quarta causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no Brasil.
Fonte: Plantão 24horas News com informações do Repórter Marinaldo Silva.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS