ITAITUBA

Academias de Itaituba ‘correm’ para reduzir prejuízos acumulados durante a pandemia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Um dos negócios de mercado mais atingidos e que sentiram efeitos econômicos gerados pela pandemia do novo coronavírus, foi sem dúvidas os estabelecimentos de academia os quais oferecem atividades físicas diversas.

Por força de determinações de medidas preventivas e expedições de decretos que proibiam aglomerações, as academias foram obrigadas a manter as portas fechadas por um período de mais de três meses. 

Com isso, equipamentos parados, estrutura que requer manutenção constantemente, planos ofertados cancelados, foram sinais de prejuízos financeiros e desemprego que as empresas do ramo tiveram que lidar a partir de então.

Imagem reproduzida da internet. 
Dono de uma academia na cidade, um empresário contou que foram três meses de total prejuízo devido à paralisação das atividades, e destacou sobre o passivo da empresa (obrigações), que ainda devem estão sendo adimplidos. 

“A gente ainda tá amargando essa situação e pagando contas. Em julho já demos um passo a mais. O pessoal começou perder o medo. Em agosto já foi bem melhor. A gente tá na expectativa de agora em setembro, de voltar em 95% da normalidade”, pontuou.

Com determinações mais flexíveis e autorização de funcionamento de estabelecimentos comerciais não essenciais, provindas de decreto municipal, as academias de Itaituba já começaram a retomar suas atividades de forma gradual, objetivando minimizar prejuízos acumulados durante a pandemia.


Plantão 24horas News 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo