ITAITUBA

Acusações contra morador de rua de Itaituba vem repercutindo nas redes sociais

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Na tarde desta quinta-feira (18), uma postagem que vem repercutindo no Facebook, em que consta o relato da jovem Rivane Pessoa, publicado em uma conta pessoal de uma amiga, abriu caminho para o surgimento de casos semelhantes em que envolve um morador de rua constantemente visto perambulando pelas ruas da cidade.

No relato, Rivane, que é proprietária de uma loja de roupas, relatou que viveu episódios de apreensão em seu local de trabalho ao ser abordada por vezes e em tom de ameaça, juntamente com sua funcionária, por um morador de rua supostamente usuário de drogas.

Morador de rua envolvido nas acusações. Fotos: reprodução/redes sociais.
“Semana passada ele me fez de refém dentro da loja junto com minha funcionária tentando nos agredir, pedindo dinheiro, disse que ia me matar. Ele é muito agressivo e não estamos conseguindo trabalhar em paz”, trecho do relato.

Em virtude de toda esta situação, em conversa com a redação do Plantão, Rivane contou que até evitou de ir trabalhar temendo que os episódios se repitam ou que até mesmo aconteça algo mais grave à sua integridade física e de sua colaboradora. “Não tem condições de a gente trabalhar desse jeito, eu ando muito nervosa. Tem que se tomar providências. Hoje eu nem fui trabalhar, ele é muito perigoso”, afirmou em tom apreensivo. 

Relato na íntegra veiculado no Facebook.

Além disso, a postagem também serviu como espaço para petição às autoridades locais para que possam tomar providências efetivas quanto ao caso, além de ter sido estopim para o surgimento de outras vítimas com relatos semelhantes ao vivido por Rivane e sua funcionária.


Confira relatos envolvendo o morador de rua que ratificam o versado por Rivane

“Ele tava com uma faca e disse que ia matar uma amiga minha. Ela tava sozinha na loja que trabalho também”, comentou uma.

“Amiga este infeliz só ameaça mulheres. Tenho passado pela mesma situação aqui no meu trabalho. Ele entra e fica falando que vai quebrar minha cara – pede dinheiro. Temos muito medo dele. A polícia já teve que retirar ele aqui de dentro da loja. Trabalho assustada – porque ele só fala em me matar…assim do nada”, relatou outra em comentário.

“Ele já bateu na minha funcionária. E ele agride crianças e mulheres. Mês passado ele bateu em uma moça o marido dela bateu nele de facão e ainda atropelou ele aqui no ginásio”, digitalizou outra internauta.

Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS