ITAITUBA

Advogado de Altair; Tangerino falou ao J.Parente e disse que não há provas concretas contra seu cliente.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Advogado Jorge Tangerino conversou com a reportagem do blog, há pouco. Ele deu sua versão dos fatos sobre Dejacir, em Estrela do Norte, Goiás.

Jorge Tangerino Recebi às 20:45 de hoje, uma ligação de quase 30 minutos do advogado Jorge Tangerino (foto), que representa o também advogado Altair dos Santos, suspeito de ser o mandante do assassinado da ex-esposa Leda Martha, sua filha Hanna e Taynara, funcionária da boutique da procuradora. Tangerino ligou para fazer colocações que segundo ele, são fundamentais para colocar uma luz sobre alguns fatos ocorridos e divulgados de forma equivocada, sobretudo nas redes sociais, concernentes à sua ida até a cidade de Estrela do Norte, em Goiás, onde se encontrava preso Dejacir Ferreira de Souza, acusado de ser o assassino das três, em 22 de fevereiro do ano passado, o qual foi transferido para Belém, onde se encontra.

Ele me disse que não procede a informação de que teria ido para lá com o objetivo de conversar com Dejacir antes do delegado Sílvio Birro. Conforme ele declarou na conversa, seu único objetivo nessa viagem foi salvaguardar os interesses de seu cliente. Ele quis acompanhar de perto o que iria acontecer para evitar qualquer tipo de distorção dos fatos. Quanto à audiência na qual Dejacir foi ouvido, ele acompanhou tudo apenas como ouvinte, na qual esteve presente uma juíza e uma promotora. No seu entendimento, no caso de Itaituba não caberiam novos depoimentos, pois o inquérito foi concluído.

Tangerino: “não há prova real contra Altair”: Para o advogado Jorge Tangerino, não existe uma só prova robusta, contundente, contra seu cliente Altair dos Santos. Ele entende que a polícia deveria ter seguido outra linha de investigação, mas, preferiu uma na qual alguém precisava ser incriminado como culpado, custasse o que custasse. Tangerino afirmou ao blog que o presidente da secção da OAB/PA, o advogado Jarbas Vasconcelos foi precipitado em declarações que deu à imprensa na manhã de hoje. Se era para falar o que ele falou, Tangerino considera que Jarbas perdeu uma boa oportunidade de ficar calado.

Saio do caso se descobrir que Altair tem culpa: Jorge Tangerino declarou com veemência em nossa conversa, que foi muito claro com seu cliente quando foi consultado se o defenderia. Afirmou que só pegou o caso porque, Além de Altair ter jurado inocência no crime, ele sentiu que havia muitas dúvidas sobre o caso. O que há de fato, são as ameaças que estão no inquérito, falou ele. O advogado disse com muita firmeza, que se uma hora dessas descobrir que Altair está mentindo, se tiver certeza que ele é culpado pela morte das três mulheres largará o caso na hora. Isso ele disse para seu cliente com todas as letras, conforme relatou ao blog. Ele falou que compreende a revolta de seus colegas advogados da subsecção da OAB Itaituba, pela perda da colega Leda e pelas outras duas assassinadas, mas, ressaltou que os advogados locais não admitem pensar em outra hipótese que não seja a participação de Altair dos Santos como mandante do crime.

Dejacir pode ser um psicopata:  O advogado Jorge Tangerino afirma que embora não haja nenhum laudo psiquiátrico até este momento, a impressão que Dejacir passa por causa do modo como age é de que se trata de uma pessoa com todas as características de um psicopata. No caso da morte do senhor de idade, em Goiás, falou Tangerino, Dejacir chegou e pediu um prato de comida, tendo sido atendido. Depois de alimentado, pediu dinheiro ao homem, que negou. Imediatamente o criminoso puxou uma faca e matou o senhor sem mais nem menos.

O depoimento de Dejacir: Jorge Tangerino disse que Dejacir confirmou que se tratava dele mesmo nas imagens que foram mostradas pelo delegado Sílvio Birro durante o depoimento. Também confirmou ter comprado a faca e reconheceu a camisa suja de sangue. Silvio Birro perguntou se Dejacir o conhecia, ao que ele respondeu que não. Então, o delegado o informou que já o tinha prendido em Santarém, citando até o caso da tatuagem no ombro que terminou por lhe incriminar. O delegado também perguntou se o acusado conhecia Itaituba, se já tinha ido a Trairão e ele respondeu que conhece o trecho até Cuiabá. Quanto a Altair dos Santos, disse Jorge Tangerino, Dejacir negou, peremptoriamente, que o conhecesse, mesmo diante da foto exibida pelo delegado.

Fonte: Jorge Tangerino é advogado Altair e concedeu essa entrevista ao jornalista Jota Parente, que esta sendo republicada por este blog. 

http://jotaparente.blogspot.com.br/

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo