ITAITUBA

Agropecuária revoluciona o setor ao aliar-se à tecnologia

Foto: https://unsplash.com/photos/uzDCTCx6GXE

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Abrangendo todas as fases do processo, desde a pré até a pós-produção, a internet passou a fazer parte do setor, aumentando não só a segurança dos trabalhadores, mas também do meio ambiente. Assim, Mato Grosso aliou a agropecuária à evolução tecnológica, reforçando a ideia de que atingir a conectividade rural é totalmente viável.

Destacando-se no panorama brasileiro como a maior força agropecuária, em 2020 o estado de Mato Grosso já possuía 86% das suas fazendas conectadas ao digital. A informação é do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) que, na intenção de entender os desafios e potenciais nesse setor, também apontou que em apenas 3% destes locais a internet se entende a todo o processo agropecuário.

Analisando as respostas de mais de 400 pesquisados de 80 cidades do Mato Grosso, o mesmo estudo mencionou que 61% da conexão acontece por rádio, enquanto 14% ocorrem por meio de satélite. Já quando falamos das motivações para a adesão à tecnologia, 17% dos pesquisados menciona a facilidade no acompanhamento e controle da produção como o principal benefício que os levou a aderir a estes sistemas.

Na verdade, a agropecuária é uma das áreas de atividade em maior expansão no Brasil, rompendo barreiras e até preconceitos. Apresentando o maior valor bruto (VPB) do setor em todo o território nacional, esta atividade direciona-se essencialmente para bens como a soja, que concentra cerca de um quarto da produção nacional, além de algodão e criação de gado.

De fato, a expressividade deste setor é tão marcante para a economia brasileira que, de acordo com o Observatório de Desenvolvimento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), só em 2019 a agropecuária da região atingiu os R$ 106,391 bilhões de VPB. O destaque deste valor encontra-se na agricultura que é responsável por 81,5% da produção total do setor, enquanto a pecuária fica com 18,5%.

Os números não mentem e, para se ter uma ideia da prosperidade do setor agropecuário na região, podemos dizer que apenas nos últimos 30 anos a extensão de terreno de grãos cresceu 634%, o que levou ao impulsionamento de 1.572% na sua produção.

Por conta destes resultados, Mato Grosso chamou inevitavelmente a atenção do setor financeiro, fruto da sua atração para investimento. Desta forma, foi criado um Fundo de Investimento para o Setor Agropecuário, que mais recentemente propôs o desenvolvimento de ferramentas no mercado de capitais para financiar o setor, ao invés da utilização única do Tesouro.

Também outras regiões brasileiras têm sido alvo de grande atenção dos investidores, como é o caso de Mato Grosso do Sul. O estado faz parte da Nova Ferroeste, um percurso que liga Maracaju e o Porto de Paranaguá, apresentando benefícios para a melhoria do posicionamento do setor.

 

Um mercado tradicional que ganha impulso online

Contribuindo para o aumento da eficiência na produção, logística e gestão de recursos, assim como para a sustentabilidade, a tecnologia aliada à agropecuária revolucionou o setor e provou que ferramentas como drones, imagens de satélite ou computação em nuvem são essenciais para o seu progresso.

De fato, mesmo em relação à pecuária inúmeros esforços têm sido feitos para a integração ao mundo digital, o que levou ao desenvolvimento de softwares com este objetivo específico, como o Jetbov, uma ferramenta que permite controlar o gado e fazer a administração do espaço.

Na verdade, a tecnologia tornou-se transversal a praticamente todas as áreas de atividade, o que levou a que outros setores vistos como mais tradicionais se reinventassem por completo.

Entre eles destaca-se a área financeira que, migrando para o digital, deixou para trás a ideia de muita papelada através dos bancos online. Assim, este serviço passou a ser personalizado para as necessidades dos seus clientes, facilitando também todo o acesso e utilização. Por outro lado, também o entretenimento viu no virtual uma oportunidade de crescimento e, por isso, os cassinos já conseguiram se tornar completamente digitais, oferecendo não só os mesmos jogos encontrados nos espaços físicos, mas também versões temáticas dos mesmos e até bônus de cassino para os usuários.

Por fim, o universo do varejo é um dos mercados mais fortes no universo online, esperando-se que, segundo a Forrester, cresça 58% até 2023. Tornando populares termos como e-commerce, este segmento é um dos prediletos dos consumidores através de plataformas como o Mercado Livre, Americanas e Amazon.

De fato, a tecnologia vem sendo uma grande aliada de praticamente todas as áreas de negócios, tornando-se essencial para a própria sobrevivência de algumas delas. Nesse sentido, torna-se imperativo conhecer todo o seu potencial e, assim, tirar o maior proveito possível.

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS