ITAITUBA

Aluna da rede estadual conquista medalha de ouro na II Olimpíada Brasileira de Educação Financeira

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A estudante do 9º ano na Escola Estadual David Mufarrej, em Belém, Laura Gadelha de Oliveira, conquistou a medalha de ouro na 2ª edição da Olimpíada Brasileira de Educação Financeira (OBEF). A competição é uma iniciativa promovida pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), voltada para estudantes do ensino fundamental e médio das escolas públicas e privadas em todo o país.

Com o intuito de estimular o interesse em crianças e adolescentes para o aprendizado sobre educação financeira, a OBEF busca contribuir para o empoderamento da população, promovendo a inclusão social por meio de políticas fiscais, econômicas e financeiras. Este ano, devido a pandemia da Covid-19, o evento ocorreu de maneira virtual, entre os dias 23 e 27 de novembro, como parte da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira. O resultado final dos medalhistas foi divulgado na última quarta-feira (16), no site da competição. 

Laura faz parte do projeto “Treinamento Olímpico Mufarrej”, iniciativa desenvolvida e coordenada pelo professor de matemática, Jocimar Xavier, que tem como objetivo incentivar o protagonismo e o projeto de vida dos estudantes, por meio da participação em competições científicas nas mais diversas áreas do conhecimento.

A estudante conta que o processo de adaptação para o ensino remoto não foi algo fácil, pois os recursos de internet eram limitados, o que lhe dificultou em alguns momentos o acesso às aulas. No entanto, sua determinação fez com que isso não fosse um empecilho para que pudesse continuar os estudos em casa, superando quaisquer adversidades que surgiram pelo caminho. “Meu foco em ser medalhista foi mais forte e, apesar das dificuldades, continuei com a minha meta, pois o meu professor sempre falou que se eu acreditasse e me dedicasse, chegaria onde eu quisesse”, afirma Laura Oliveira. 

De acordo com o professor Jocimar Xavier, a preparação ocorria semanalmente, de forma virtual, com conteúdos direcionados e específicos sobre a OBEF. “Quando soubemos da competição, acrescentamos conhecimentos teóricos e práticos sobre educação financeira. Nós pegamos as provas das edições anteriores e resolvemos, pois a prática fortalece todo aprendizado que já trabalhamos diariamente em sala de aula, só que agora, virtualmente”. 

O educador também disse que “foi super emocionante ver o resultado da seriedade do trabalho que desenvolvemos no ensino público. Espero que o exemplo da Laura estimule os colegas a perceberem que independente de qualquer coisa, podemos alcançar excelentes resultados”, finaliza Jocimar Xavier.

Texto: Vinícius Leal com colaboração de Larissa Silva.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS