ITAITUBA

ANEEL e CCEE realizam leilão para suprimento de energia a garimpos de Itaituba e outras localidades

À esquerda, Vereador Wescley Tomaz; no centro, Rodrigo Limp (Secretáro Nacional de Minas e Energia);à direita, Deputado Federal Joaquim Passarinho. Foto: Reprodução.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

De maneira virtual, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) realizou, na última sexta-feira (30), o leilão para suprimento de sistemas isolados, que garantiu o investimento de R$ 355,5 milhões para as localidades contempladas.

Além de regiões do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima, o Pará, mais precisamente a região garimpeira de Itaituba, que abrange várias comunidades (Crepurizão, Crepurizinho, Marupá, Patrocínio, Vila Nova, São Domingos, Cuiu-cuiu, Água Branca etc.), através de intensos trabalhos do Vereador Wescley Tomaz, com o forte apoio do Deputado Joaquim Passarinho (Vice-líder do Gorverno Bolsonaro e Vice-presidente da Comissão de Minas e Energia), foi contemplado com os serviços. Os dados da ANEEL apontam que a empresa comtemplada foi o Consórcio BBF do Pará

De acordo com informações repassadas por Wescley, a empresa contemplada terá até abril de 2023 para concluir o processo implantatório. Até o prazo máximo da implantação, as duas térmicas já estarão funcionando, e toda a demanda da região terá energia firme com a distribuição de rede. E, quando chegar 2026, o suprimento de energia passará a ser interligado através do linhão que virá do Mato Grosso.

Informes da ANEEL, diz que “os contratos permitirão a redução dos custos de geração nas localidades contempladas e a desoneração das tarifas dos demais consumidores, uma vez que os sistemas isolados são subsidiados por meio da Conta de Consumo de Combustível (CCC)”.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo