ITAITUBA

Aumento dos casos de dengue preocupa a Coordenação de Endemias de Itaituba

Mosquito-da-dengue – ilustração. Foto: Reprodução.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com a chegada do período chuvoso, momento propício para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, o Coordenador de Endemias de Itaituba, Jorge Luiz, em entrevista ao Plantão, volta a chamar a atenção dos moradores quanto aos cuidados com a dengue.

 

Jorge Luiz afirma que ultimamente tem sido notado um crescente número de casos da doença no município. Além disso, por meio de ação de combate a doença, os agentes têm encontrado vários focos do mosquito.

“A situação está em estado de preocupação, porque a gente tem feito todo um trabalho em cima de pesquisa das larvas e também de controle químico, através da borrifação. A gente tem encontrado bastante foco, infelizmente… É importante que cada um cuide do seu quintal. Hoje, até a semana 6 nós estávamos com 156 casos notificados e falta fazer levantamento dos casos confirmados”, disse.

Por conta disso, a equipe de profissionais do setor tem atuado para combater o mosquito transmissor da doença. Porém, é importante a colaboração da população, uma vez que o trabalho dos agentes é mais voltado para educação e saúde; ou seja, orientação.

“… Então, é para o ano está alto o índice. Então, nós precisamos baixar. Estamos com a equipe trabalhando em mutirão. Nós pegamos esse restante de fevereiro para fazer os bairros Jardim das Araras, Bom Remédio, Bela Vista e km 05. Então, até o final da semana agora, a gente vai fechar essa programação. Na sexta-feira, nós vamos estar no Distrito de São Luís do Tapajós, que lá também o índice está alto. Nós vamos deslocar uma equipe daqui para fazer esse trabalho tanto de larvicida quanto de inseticida”, afirmou.

Por fim, o coordenador pede que as pessoas fiquem atentas aos sintomas da doença e tomem os cuidados necessários para evitar complicações sérias no quadro de saúde.

“… Os sintomas da dengue: febre alta, dores no corpo, pele avermelhada, leve coceira. Sentiu esses sintomas, procure o posto de saúde… A Unidade Básica de saúde deve notificar todos esses sintomas que sejam parecidos. A partir do terceiro dia, ela pode procurar o posto de saúde, só que a unidade vai encaminhar para fazer o exame no hospital municipal”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS