ITAITUBA

Belém/PA: Polícia Civil prende acusados da autoria de assassinato no bairro da Terra-Firme

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira, 13, em cumprimento a mandados de prisão preventiva, Yago Yake Lima Carvalho, 20 anos, e Robert Cabral da Cunha, 19, acusados da autoria do assassinato de João Batista da Costa Pinheiro, 33, no bairro da Terra-Firme, periferia de Belém. A prisão da dupla foi realizada por policiais civis da Unidade Integrada Pro Paz da Terra-Firme. Segundo o delegado João Carlos Pereira do Carmo, as prisões preventivas são resultantes de solicitação à Justiça mediante inquérito policial instaurado para apurar o crime.

A vítima foi morta a pauladas, pedradas e agressões físicas, no mês passado, motivado por vingança por parte de um dos acusados. Ao todo, quatro pessoas participaram do crime. Os outros envolvidos já estão identificados. Um deles é adolescente de 16 anos. Os dois presos residem na rua Lauro Sodré, na Terra-Firme. Conforme o delegado, a vítima era viciada em drogas e praticava pequenos furtos no bairro para manter o vício. Ele foi acusado de furtar um televisor da casa da mãe de um dos acusados, no ano passado, e por causa disso, passou a ser ameaçado.
Há cerca de um mês, os acusados teriam corrido atrás de João Batista para matá-lo na área do igarapé Tucunduba, no bairro do Guamá, onde morava, no entanto, ele conseguiu escapar se jogando no igarapé para fugir a nado até a outra margem. Ainda, de acordo com o delegado, no dia do crime, a vítima havia consumido drogas e acabou não percebendo a chegada dos quatro criminosos. João foi agarrado na rua e morto.
Após o crime, a Polícia Civil passou a investigar os fatos e chegou à identificação dos quatro envolvidos. Um deles, de nome Augusto Cleber, está com mandado de prisão, mas não foi encontrado. O outro, um adolescente de 16 anos, ainda não está com mandado de busca e apreensão decretado pela Justiça. As investigações continuam para localizar os demais acusados. Os presos prestaram depoimento e estão recolhidos à disposição da Justiça.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo