ITAITUBA

Campanha Lixo Zero Acadêmicos da FAI e Seminfra realizam ação de limpeza na orla de Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O domingo ensolarado de outubro amanheceu com a presença de uma verdadeira força-tarefa na zona balneária Beira-Rio, no bairro Boa Esperança. 

Ação iniciou pela praia Beira Rio

Recepcionados pelo imponente rio Tapajós, acadêmicos do quarto e do oitavo período de Ciências Biológicas da FAI, a Faculdade de Itaituba, encabeçaram a caravana, que ainda tinha servidores da Diretoria de Urbanismo da Seminfra e membros do programa Lixo Zero.

Raianda Nunes, Instituto Lixo Zero

O propósito desta ação é levar uma orientação prática sobre os cuidados com o lixo em zonas de praia; evitar que o lixo vá para a água e implantar uma consciência ambiental mais efetiva na comunidade. “Esses objetivos fazem parte da I Semana Lixo Zero de Itaituba”, diz a embaixadora do Instituto Lixo Zero Brasil, Raianda Nunes.

Toneladas de lixo foram retiradas da orla

A ação foi iniciada às oito horas da manhã. Em menos de duas horas de limpeza e por uma extensão de pouco mais de quinhentos metros, foram retirados mais de seiscentos quilos de lixo, somente na área do balneário Beira-Rio. Durante toda a ação, foram utilizados quarenta sacos de cem litros para recolher parte do lixo, em sua maioria produzido por banhistas, mas também com contribuição de moradores do bairro Boa Esperança.

Edno Pereira, morador da Boa Esperança

Edno Francisco Pereira praticamente nasceu aqui. Ele é um dos que mais defendem essa consciência ambiental e considera a ação conjunta de grande importância para a comunidade.

Acadêmicos de Ciências Biológicas (FAI)

Para os acadêmicos, a ação também tem um importante efeito pedagógico. É como uma aula fora de sala, com um aprendizado prático e uma troca de experiência e conhecimento, nessa interação com a comunidade, além do apelo ambiental, já que o local está precisando mesmo. O lixo que está sendo retirado não iria mais estar aqui no próximo verão, porque certamente seria levado pelo rio Tapajós, em uma enorme cadeia de poluição.

Portal Mauro Torres

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS