ITAITUBA

Campanhas da água e da dengue uniram educação do PR em uma só tela

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Diferentemente dos outros anos, quando milhares de alunos e professores se reuniam em Curitiba para a grande festa da educação paranaense, a edição 2020 do Agrinho teve sua audiência concentrada na internet. Em um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus, que impediu aulas presenciais nas escolas, a solução encontrada foi realizar um evento online, no dia 8 de dezembro, e acompanhado por milhares de pessoas, conectadas em todas as regiões do Paraná.

Essa não foi a única novidade do Agrinho neste ano. Sem poder levar suas atividades habituais às salas de aula, o programa focou seus esforços em duas campanhas voltadas a dois problemas centrais enfrentados pelos paranaenses: a estiagem que assola o Estado e a escalada da dengue, que vem vitimando cada vez mais pessoas em diversas regiões do Paraná. Vídeos de apoio e até mesmo um jogo online também foram lançados para auxiliar no aprendizado desta edição extraordinária.

“O grande esforço da educação paranaense nos proporcionou um exemplo claro nesse ano de que os tempos estão mudando. Nós precisamos nos adaptar a essa nova realidade e acredito que estamos conseguindo dar uma resposta a essas novas exigências. Parabenizo, mais uma vez, cada um dos professores e alunos envolvidos, pelo empenho e esforço. O que fizemos nesse ano é motivo de orgulho e já tem espaço garantido na história”, salientou Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR.

No total, foram distribuídos quase 400 prêmios, entre tablets, notebooks e projetores. Ao todo, concorreram 2.308 trabalhos de alunos, entre redações e desenhos, e 265 práticas pedagógicas, modalidade pela qual concorreram professores.

Pontos altos

Para reunir o menor número de pessoas possível durante o evento, o Sistema FAEP/SENAR-PR realizou uma premiação presencial simbólica para apenas alguns participantes. As professoras Dilma dos Santos, Rosemari Kanarski, Maria Luiza de Araújo e Rosane Mayer, das redes públicas municipal e estadual de ensino, receberam os prêmios das mãos das autoridades presentes. O mesmo ocorreu com os alunos João Pedro Pereira, Natan Miguel Lopes, Sarah de Castro e Andressa Sydorak, que, na ocasião, representaram os estudantes de todo Paraná que participaram das campanhas.

Outro destaque ao longo da transmissão foi a aparição dos personagens Agrinho, Aninha e Nando. Eles estiveram no palco durante a entrega da premiação, embalados pelo som da tradicional música do Programa Agrinho. Além disso, no final deram o exemplo e colocaram as suas máscaras, para incentivar o uso desse acessório que se tornou indispensável para conservar a saúde das pessoas e diminuir a propagação da Covid-19.

Autoridades

A cerimônia de premiação ocorreu durante uma transmissão ao vivo do Sistema FAEP/SENAR-PR, com a presença de diversas autoridades: Marcio Nunes, secretário de Desenvolvimento Sustentável e Turismo; Renato Feder, secretário de Educação e Esporte; e Norberto Ortigara, secretário de Agricultura e Abastecimento. Também participaram Julio Fontana, presidente do conselho de administração da Rumo Logística; e Julio Gonchorosky, diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar.

“Presenciamos aqui uma grande parceria entre a agricultura, a escola e todos os entes da sociedade, na ideia de formar novas gerações com os conceitos da sustentabilidade. Pois produzir com sustentabilidade é produzir cuidando do meio ambiente. As campanhas tocaram em cheio em temas cruciais, foi uma ideia excepcional. É importante que estejamos preparando nossos jovens para enfrentar as dificuldades, sejam elas quais forem”, defendeu Nunes.

O secretário de Educação, Renato Feder, destacou o fato de o Estado estar trilhando um caminho para melhorar os índices de educação. “Preciso destacar o que o Paraná está fazendo na educação. O governador Carlos Massa Junior nos deu a missão de colocar o Paraná no primeiro lugar da educação pública do Brasil e graças aos professores, pedagogos, agentes escolares, nós estamos conseguindo. Mesmo nesse ano de tantos desafios, conseguimos fazer um trabalho maravilhoso, como o feito nas campanhas da água e da dengue”, analisou.

Para Norberto Ortigara, secretário de Agricultura, foi um privilégio participar da cerimônia de premiação neste ano, pois acompanha a iniciativa desde o início. “Estamos diante da mais séria iniciativa de formação da mente de jovens a favor de um ambiente bem resolvido. Trabalhar em harmonia com a natureza é tudo o que temos que fazer para que as coisas fluam, usando com parcimônia todo ferramental que temos à disposição”, projetou.

Julio Fontana, presidente da Rumo, agradeceu o papel que o Sistema FAEP/SENAR-PR ocupa para auxiliar na construção de um mundo melhor. “Sou testemunha de quanto todo o trabalho ajuda a melhorar o agro no Paraná. Ficam aqui registradas as minhas congratulações pelas campanhas aos professores, alunos e demais envolvidos. Espero que os trabalhos sejam muito importantes e possam ajudar o desenvolvimento do Paraná, principalmente nesses dois objetivos que hoje a FAEP coloca com ênfase nessa apresentação do Agrinho”, refletiu. O diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky, enfatizou que tem o maior orgulho de ser um parceiro de longa data do Agrinho. “Ainda mais nesse ano que se trata da conservação dos recursos hídricos, que como sabemos, esse ano, passamos por uma das piores estiagens da história. Do Paraná, a iniciativa de discutir os recursos hídricos é fundamental, não apenas nos períodos de crise, mas para entender a água como recurso primordial, no tratamento de esgoto e também na produção de alimentos”, avaliou.

Fonte: CNA Brasil

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS