ITAITUBA

Caso Dorothy: Taradão volta para o presídio de Altamira

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Polícia Federal cumpriu mandado de prisão contra mandante do assassinato de Irmã Dorothy Stang.

No início da tarde desta quarta-feira (13) Regivaldo Pereira Galvão, conhecido como Taradão, de 52 anos foi preso pela Polícia Federal em sua residência. Ele está foragido desde o ano passado quando foi divulgado o mandado de prisão. Após ser preso ele foi levado para a delegacia da Polícia Federal e encaminhado para o Centro de Perícias Renato Chaves.

Segundo o Tribunal de Justiça do Estado (TJE), todos os cinco envolvidos no crime foram condenados e cumprem pena. Somente Regivaldo Pereira Galvão, condenado há 30 anos de prisão, havia recorrido da sentença em liberdade.

Entenda o caso:

O crime de homicídio aconteceu há doze anos, a missionária norte-americana Dorothy Stang foi assassinada em um assentamento na cidade de Anapu, que fica a 142 km de Altamira, no sudoeste do estado. Dorothy lutava pela reforma agrária na região, o caso teve repercussão internacional. O processo corre em Belém por isso não há detalhes da investigação. Após os exames no IML em Altamira, Taradão foi levado para o Centro de Recuperação Regional da cidade.

Texto e foto: Athaynara Farias

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS