ITAITUBA

Casos de dengue no município de Itaituba são altos e estáveis, diz Setor de Endemias

Mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue. Foto: Reprodução.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Coordenadoria de Endemias de Itaituba, por meio do seu coordenador Jorge Luiz, informa, mais uma vez, a respeito dos casos de dengue no município, os quais têm crescido consideravelmente no período chuvoso.

Em entrevista anterior, Jorge Luiz havia informado que, em ações de combate no município, os agentes de endemias encontraram bastantes focos do mosquito Aedes aegypti. Recentemente, o coordenador informou que o número de notificações alcançava a casa de 400, o que é considerado um alto índice.

Desse quantitativo, ainda não se tinha dados reais dos casos positivos. Contudo, Jorge afirmou que, mesmo com o elevado número de notificação, os casos estavam estáveis.

“… O índice ainda está muito alto. Tem baixado um pouco na semana 11 e, até o momento, nós temos, em média, 400 notificaçãões… Só que não temos o quantitativo de positivos… O caso de dengue hemorrágica segue sob investigação, pois a paciente também teve COVID-19”, realçou Jorge.

O número de notificação tem preocupado a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA). Em função disso, uma reunião entre o órgão e setores de endemias definiu um novo modelo de notificação – o “bloqueio”. Jorge explica como funciona a modalidade.

“Nós tivemos uma reunião na semana passada com a SESPA e foi decidido que, devido ao alto índice de dengue no município, vamos trabalhar a questão do bloqueio, paciente tem de notificar. Com a notificação e endereço do paciente, a gente vai fazer a ação tanto o controle vetorial quanto o químico […]”, disse Jorge Luiz.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS