ITAITUBA

Ciro Gomes vira alvo da PF por críticas a Bolsonaro em entrevista

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O vice-presidente nacional do PDT), Ciro Gomes, se tornou alvo de investigação da Polícia Federal por suposto crime contra a honra após criticar o presidente Jair Bolsonaro em entrevista. A Secretaria-Geral da Presidência da República enviou o pedido de abertura de inquérito ao ministro da Justiça, André Mendonça.

De acordo com o Estadão, o documento cita entrevista do ex-ministro à Rádio Tupinambá, de Sobral (CE). Na ocasião, o ex-governador chamou Bolsonaro de boçal, ladrão e incapaz de administrar a economia do país. Ele ainda citou o caso das “rachadinhas”, que envolve os filhos do presidente, e a omissão do ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sérgio Moro:

“Qual foi o serviço do Moro no combate à corrupção? Passar pano e acobertar a ladroeira do Bolsonaro. Por exemplo, o Coaf, que descobriu a esculhambação dos filhos e da mulher do Bolsonaro, que recebeu R$ 89 mil desse [Fabrício] Queiroz, que foi preso e é ladrão, ladrão pra valer, ligado às milícias do Rio de Janeiro. E onde estava o senhor Sergio Moro? Acobertando”, disse Ciro.

Outros casos recentes de críticas a Bolsonaro também resultaram em investigações. Nesta segunda-feira (15/3), o influencer Felipe Neto foi intimado por chamar o presidente de genocida, mas a investigação foi judicialmente suspensa nesta quinta (18/3). Além disso, o ministro Mendonça pediu a investigação de um sociólogo do Tocantins por instalar outdoors críticos ao chefe do Executivo.

Fonte: Conjur.com.br

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo