ITAITUBA

Com o aumento de casos de dengue, presidente do Residencial Wirland Freire pede providências ao Ministério Público em relação aos terrenos baldios, em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Terrenos, onde nada foi construído no Residencial Wirland Freire, estão sendo usado como depósitos de lixo, o que tem servido como criadores do mosquito da dengue e outros vetores de doenças que apresentam ameaças à saúde humana.
 

Residencial Wirland Freire. Foto: Weslen Reis/Plantão
Segundo a presidente do Residencial Wirland Freire, Patrícia Pinheiro, o bairro já possui casos de dengue, e ela mesma se inclui nesses casos. “Eu estou com dengue. Eu adquiri dengue aqui dentro da nossa comunidade”, relatou a presidente. Ela faz um pedido aos moradores que zelem os seus terrenos, e que não joguem lixo nos córregos, nas praças, nas calçadas.
Há inúmeros casos de dengue no bairro, que não entram na estatística do município, isso porque muitos moradores não comparecem a uma unidade de saúde para fazer o registro. 
A presidente não esconde a preocupação com as doenças mais graves, que perpassam pelos cuidados com os quintais. Patrícia Pinheiro informa que elaborou um relatório com fotos anexadas, que será entregue ao Ministério Público, o qual deverá se posicionar com medidas severas a respeito desses espaços que oferecem riscos à saúde.
Plantão 24horas News, com informações do repórter Márcio Vieira.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo