ITAITUBA

Coordenadora do Samu esclarece dúvidas quanto ao trabalho de atendimento da equipe em casos suspeitos de Covid-19, em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Aumentou em mais de 40% o número de atendimento de suspeitos de Covid-19 desde o início da pandemia. Segundo a Coordenadora do Samu, Maria Antônia, os pacientes com suspeita da doença ligam para o serviço, são entrevistados através de perguntas que avaliam o baixo, médio ou alto risco de probabilidade da doença. Então uma equipe é deslocada para a residência do paciente com os equipamentos necessários. 
Base do Samu em Itaituba. Foto: Weslen Reis/Plantão
A Coordenadora pede à população para ter calma na hora em que o trabalho é realizado pela equipe. “Às vezes a gente tem dificuldade, porque quando a gente começa a fazer as perguntas, tem pessoas que colaboram, e outras que são mais resistentes. Então eu sempre explico que essas perguntas são muito importantes para que a gente as classifique dentro desse risco pra Coronavírus”, informou Maria Antônia.
Diante das perguntas ao paciente, muitos perguntam se a equipe do Samu faz o teste para o Coronavírus, e a Coordenadora esclarece que o Samu não realiza o teste do Coronavírus. Maria Antônia diz que há pessoas que ligam querendo fazer o exame; ligações que não fazem parte do protocolo de atendimento do Samu. Ela ainda informa que o trabalho do Samu é apenas de transportar a vítima. 
Plantão 24horas News, com informações da repórter Yngridy Barreto.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo