ITAITUBA

Criança de quatro meses de idade morre suspeita de violência sexual em Altamira, no PA

Foto: Reprodução/Facebook Carlos Calaça.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma criança, de quatro meses de idade, morreu suspeita de violência sexual. O caso aconteceu no último sábado (10), no município de Altamira (PA).

A criança deu entrada, em uma unidade de saúde, apresentando dificuldade respiratória. Segundo informações, a médica teria realizado os procedimentos médicos de intubação da criança devido à falta de oxigênio, mas a menina teve uma parada cardiorrespiratória logo após.

A princípio, era só uma parada cardiorrespiratória, mas, ao tirarem a roupa dela, a equipe médica verificou que a bebê apresentava sinais e lesões que indicavam violência sexual no corpo da criança.

Devido a esses fatores, o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Lega (IML), onde foi solicitado a perícia e exames de necropsia, com o intuito de entender a causa da morte.

A Polícia Civil também requisitou uma perícia de local de crime, sem corpo presente na Colônia de Pescadores de Altamira, localizada na orla daquele município. Com base nos depoimentos, a Polícia percebeu que a criança estava sendo tratada de uma inflamação na garganta pelos seus responsáveis.

De acordo com as informações, as medicações dadas para a menina seriam antibióticos e analgésicos, que, inclusive, teria apresentado vômitos e diarreia na bebê nos últimos dias.

A Polícia Civil não descarta a possibilidade da morte ser decorrente das lesões corporais por violência doméstica ou por intoxicação, tendo em vista que foram encontrados frascos de medicamentos no local da estadia da criança e que ele já tinha passado por atendimentos Hospitalar no começo do mês.

O caso foi repassado para a Delegacia de Homicídios de Altamira, que já instaurou um inquérito policial para averiguar e apurar os fatos e também as possíveis autoria sobre a morte da criança.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS