ITAITUBA

Dona de Cabaré do Garimpo São Raimundo é presa.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Dona de Cabaré do Garimpo São Raimundo é presa por exploração sexual e cárcere privado Dona de Cabaré do Garimpo São Raimundo é presa por exploração sexual e cárcere privado
Taisa Margarete de Jesus, de 41 anos denunciou Maria Inácia Mendes Martins proprietária do Cabaré Chão Batido no Garimpo São Raimundo, por mantê-la em cárcere privado e exploração sexual.

Segundo a Taisa que é conhecida no cabaré por Melissa, a dona do cabaré já a dois meses a prendia por causa de conta(débitos no cabaré), sem deixar entrar em contato com a família, os programas realizados com garimpeiros, não recebia um centavo ficava tudo para abater no débito que nunca quitava. Melissa disse que essa divida era de coisas que pegava na cantina como: sabão em pó que custa R$ 20,00 , remédio para dor de cabeça R$ 15,00 , coisas que ela precisa ter e só podia comprar nesta cantina.
Melissa denunciou o Cabaré.

“Eles me ameaçavam e ameaçavam até minha família caso os denunciasse, tem várias meninas que estão no Cabaré no mesmo estado que eu estava, praticamente prisioneira, antes de levar a gente eles prometem uma coisa, a hora que chega lá a realidade é outra, eles procuram meninas do Pará, Mato Grosso e Maranhão para levar trabalha no Cabaré, finalizou Melissa.”

Melissa conseguiu fazer um telefonema para irmã Suelena Maria de Jesus que mora em Cuiabá-Mt e explicou a situação que não poderia sair do cabaré no garimpo São Raimundo enquanto não quitasse sua divida e pediu ajuda. Suelena veio até o município de Novo Progresso e procurou a delegacia de Policia desesperada que não teve mais contato com sua irmã, aonde foi montada uma operação da policia para localizar Melissa.
Maria Inácia Mendes Martins proprietária do cabaré Chão batido no Garimpo São Raimundo foi presa em Novo Progresso, em depoimento negou tudo. Maria está presa na Delegacia de Policia à disposição da Justiça, segundo o delegado Daniel vai entrar em contato com a superintendência em Itaituba-Pa, para montar uma operação e resgatar o resto das meninas que se encontram também em cárcere privado e sendo explorado sexualmente no cabaré Chão Batido no Garimpo São Raimundo.

Fonte:  Gset Trairão Itaituba 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo