ITAITUBA

‘É normal’, diz funcionário sobre acidente com lancha que deixou quatro feridos em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Após o acidente envolvendo uma lancha que faz linha Itaituba/Santarém e vice-versa, que deixou ao menos quatro passageiros feridos nesta sexta-feira (29), a empresa responsável pela embarcação Tapajós Expresso foi procurada mas não quis se manifestar de forma oficial.

Por outro lado, um dos funcionários da empresa, sem saber que estava sendo gravado, teceu um comentário sobre o episódio e chamou de “normal” quando a lancha colide contra um banco de areia e acaba encalhando.

Para se basear, o funcionário explanou que isso acontece com mais frequência quando o nível do rio Tapajós baixa consideravelmente.

“É normal o que acontece com embarcação que navega e encalha, ainda mais agora no verão, na seca. A pior navegação é a que tem agora. O rapaz é acostumado a viajar pra cá”, disse.

Embarcação que faz linha Itaituba/Santarém e vice-versa. Foto: Weslen Reis – Plantão

Ainda neste viés, à ele também foi questionado a questão de horários de saída e chegada prometidos pela empresa, os quais não estariam sendo cumpridos e alvo de reclamações. “Não tem nenhuma lancha que sai de lá 11h e chega 18h aqui. É 7 a 8 horas de viagem”, frisou.

A situação em questão inclusive já gerou uma série de denúncias apresentadas pelo vereador Peninha, tanto pela venda de passagens acima da capacidade permitida, quanto pela estrutura das embarcações, as quais chamou de ‘sucatas’.

O acidente

O acidente foi registrado no final da tarde desta quinta-feira (29), quando uma embarcação com destino à Itaituba colidiu contra um banco de areia no rio Tapajós. 

De acordo com informações, a lancha Tapajós Expresso Hidroviário zarpou do município de Santarém por volta das 11h da manhã do mesmo dia, e deveria atracar no Terminal Hidroviário de Itaituba às 18h, no entanto, a viagem se prolongou até às 4h da madrugada do dia seguinte, sexta-feira (30).

Informações dão conta de que, ao passar pela comunidade de Barreiras, o piloto da embarcação teria errado o percurso e batido no banco de areia que se forma anualmente em tempo de seca ao longo do rio Tapajós.

Acidente deixou ao menos quatro passageiros feridos nesta sexta (29). Foto: Weslen Reis – Plantão

“A lancha já vinha dando problema, aí quando chegou em Barreiras ele bateu numa ponta de praia. Aí o pessoal ficaram passando mal. Nós chegamos era quatro horas da manhã aqui em Itaituba”, relatou uma passageira que viajava pela primeira vez para Itaituba.

Ainda assim, outro passageiro relatou momentos de pânico em razão do acidente e descreveu que a lancha não apresenta estrutura de qualidade para operar.

“Foi falta de interesse, porque a gente vinha navegando e o comandante errou o caminho. Foi um momento de muito pânico. Teve um senhor que bateu a cabeça, outra senhora que veio mal para Itaituba. Essa lancha não tem a mínima condição de tá viajando, desprovida. Não tinha água nem pra beber nem pra lavar a mão”, contou.

Diante disso, a Marinha do Brasil, que chegou recentemente em Itaituba para realizar fiscalização nos transportes aquaviários na região, só foi contatada do acidente por volta das 21h, momento em que se deslocou até o local e fez o transporte dos passageiros feridos, incluindo uma idosa que sofre de problemas cardíacos.


Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo