ITAITUBA

”Educação a gente consegue recuperar, a vida não”, diz coordenador do Sintepp

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Na manhã desta sexta-feira (24), coordenadores do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Itaituba- Sintepp, se reuniram em frente ao prédio, onde na ocasião fixaram uma faixa de luto pela morte da professora Regina Figueira ocorrida na noite desta quinta-feira (23), em decorrência da Covid-19. 
Faixa de luto em frente ao Sintepp. Foto: Weslen Reis/Plantão

Sendo uma das mais atingidas, a área da educação do município já perdeu 11 profissionais para o novo coronavírus.
Em decorrência de tamanha e irreparáveis perdas, José Elias, coordenador do Sintepp, em sentimento de consternação com mais uma perda na Educação, se mostrou totalmente contra ao retorno das aulas presenciais, tanto pelo fato da exposição dos alunos, quanto pelo quadro de professores e funcionários, os quais em sua maioria se enquadram no grupo de risco.
José Elias, coordenador do Sintepp. Foto: Keydson Ribeiro TV Eldorado

“Nós estamos tendo cada dia que passa mais perdas na educação e ainda se cogita o retorno das aulas a partir de Agosto. De modo algum, concordamos com isso. Não vamos admitir jamais o retorno. Todos os dias temos pessoas sendo acometidas dessa doença”, destacou em entrevista.
Além disso, em contra partida, o coordenador salientou que não é contra o retorno das aulas, no entanto, para que haja o retorno presencial, é necessário que se faça com a devida segurança, de modo a garantir a preservação da saúde dos estudantes, professores e funcionários das instituições municipais de ensino. 
“Não somos contra o retorno das aulas, mas desde que voltemos com segurança, desde que tenhamos o apoio irrestrito das medidas profiláticas do poder público, desde que tenhamos EPIs necessários, desde que sejamos assistidos pelo poder público, coisa que não está acontecendo, infelizmente” continuou. 
Caminhando para a finalização da entrevista, o coordenador lamenta a morte da professora e acrescenta. “Eu diria que a Regina vai fazer com que essa luta ganhe mais força para que neste momento a gente não retorne de modo algum com as pessoas aulas presenciais. Educação a gente consegue recuperar, a vida não”, finalizou.
Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS