ITAITUBA

Em Itaituba, vereadores recebem comenda por contribuição ao sucesso do Plebiscito nas eleições 2020

Vereadores com suas respectivas comendas como forma de homenagem. Foto: Weslen Reis - Plantão

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A cerimônia de entrega de comenda foi realizada na Câmara Municipal de Itaituba, e reconheceu a contribuição dos vereadores para o sucesso do Plebiscito que aprovou por maioria popular a criação do município de Moraes Almeida, ocorrido no dia 15 de novembro, dia das eleições municipais.

Com expressiva aceitação, quase 50 mil eleitores de Itaituba, atingindo 94,38%, votaram SIM pela emancipação do atual distrito que fica a 300 km da sede de seu município.

O vereador e presidente da frente “Uma cidade está nascendo”, Dirceu Biolchi, destacou durante cerimônia que as comendas entregues foi uma forma de também agradecer a todos os eleitores que votaram SIM.

“Esse troféu que a gente tá entregando a cada um vereador, é para representar uma homenagem a cada eleitor que foi na urna e votou SIM. Então a gente fica muito grato e agradece de coração a sociedade Itaitubense pela vitória que o distrito recebeu”, disse.

Cerimônia realizada na Câmara Municipal. Foto: Weslen Reis – Plantão

Por outro lado, o presidente do Conselho Gestor Pró Emancipação, Ubiratan Filadelpho, compartilhou da fala de Dirceu no tocante à aceitação expressiva nas urnas, destacando o parcela de contribuição dos vereadores neste processo.

“Primeiramente nós conseguimos uma vitória maciça. A população entendeu o nosso recado, a necessidade se ser criado um novo município. Então Moraes Almeida tem a nobreza de vir a câmara e reconhecer o trabalho dos vereadores, que ninguém vence sozinho.  A vitória tem que ser partilhada”, pontuou.

Ainda assim, o vereador Wescley Tomaz realçou que tornar Moraes Almeida em um município, proporcionará mais independência local e desenvolvimento das potencialidades que o distrito possui em termos econômicos.

“É uma forma de desenvolver ainda mais a nossa região, e principalmente aquela região que tem uma forte atividade econômica. O município se está muito longe de lá e a política pública chega, mas não como a sociedade gostaria. Dando independência para aquela região, é dar oportunidade para que eles possam se desenvolver”, disse.

A partir de agora, com o sucesso do Plebiscito que aprovou a criação de um novo município paraense, o próximo passo é aguardar a homologação de lei pelo Tribunal Regional Eleitoral – TRE, a qual posteriormente será encaminhada para a Procuradoria da Assembleia Legislativa, onde deverá ser fundamentada um parecer.

Após isso, a lei será enviada para análise e aprovação na Câmara, que por fim deverá ser sancionada ou vetada pelo governador do Estado do Pará, Hélder Barbalho.

 

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo