ITAITUBA

Em reunião, setores de Saúde do município esclarecem sobre funcionamento de UBSF e UPA, em Itaituba.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Na tarde de quinta-feira (23), em Itaituba, aconteceu uma reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde, onde quatro pontos principais foram discutidos. A reunião contou com um número reduzido de conselheiros, para evitar aglomeração. 
Na reunião, além das informações passadas e também da aprovação de atas, o conselho deliberou sobre esclarecimentos das ações de combate ao Covid-19, relatório do primeiro quadrimestre de 2019, funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o projeto de habilitação da Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBSF), que deverá entrar em funcionamento nos próximos dias.

Josaias Lima, Coodernador do SindSaúde.

De acordo com Josaias Lima, Coordenador do Sindsaúde, uma segunda equipe está sendo colocada, e em breve dará início aos trabalhos na região ribeirinha do município de Itaituba, que tem uma carência muito grande, e garantiu que ” a UBSF estará chegando em uma boa hora para os moradores da comunidade”. Em relação à  dependência da formação dessa equipe, o Coordenador do Sindsaúde afirma que a secretaria municipal de saúde de Itaituba está fazendo um cronograma do quadro de pessoal para a UBSF.
A reunião extraordinária ainda contou com a presença do Secretário Municipal de Saúde de Itaituba (SEMSA), Adriano Coutinho, e da Diretora Operacional da Secretaria de Saúde, Gleice Fernandes. 

Jorge Luís,  Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Itaituba.

Ao final da reunião, o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Itaituba, Jorge Luís, fez uma avaliação positiva, e destacou a importância dos pontos que foram discutidos no encontro. Segundo o presidente, a reunião foi  extraordinária, tendo em vista que ocorreu em dia e horário diferente do habitual, por ainda haver um decreto em vigor que proíbe reuniões, em virtude da crise pandêmica, mas que o Conselho consultou o jurídico, tanto da prefeitura quanto o da Secretaria de Saúde e do Conselho, os quais deram respaldo para que a reunião disse 6realizada. Ele ressaltou que na reunião foi homologada a implantação da UBSF, que já existe na cidade e vai atender quase 8 mil pessoas na comunidade ribeirinha, com serviços, inclusive, de saúde bucal.
Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS