ITAITUBA

Emancipação de Moraes Almeida gera discussão: região garimpeira continuará pertencendo a Itaituba?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O processo de Plebiscito para a emancipação do distrito de Moraes Almeida, distante 300 km da sede de Itaituba, foi aprovado após mais de 10 anos de peleja, tendo em vista que se trata de um processo longo e demanda muitos trâmites, e está previsto para ser realizado no próximo dia 15 de novembro, data prevista para ocorrer as eleições municipais. 

Moraes Almeida e Itaituba. Fotos: reprodução 
A grande questão que vem gerando debate, gira em torno de possíveis abrangências territoriais caso Moraes Almeida se torne município, o que para isso deve haver 51% da opinião pública em termos de votos.
O ponto alta da discussão é se a região garimpeira de Itaituba, em que está situada duas grandes comunidades polo, Crepurizinho e Crepurizão, dentre outras, continuará pertencendo à Itaituba ou a Moraes Almeida em possível criação do Novo Município de Moraes de Almeida. 
A discussão foi levantada pelo vereador Wescley Tomaz em sessão ordinária desta Terça-feira (18), na Câmara Municipal de Itaituba. De acordo com o que discorreu, a região garimpeira, localizada a 500 km de Itaituba, ficou de fora no mapa de Moraes Almeida.
 
Diante do conteúdo que requer discussões mais analíticas, o vereador Wescley solicitou a realização de uma audiência convocando o Conselho Gestor de Emancipação do distrito de Moraes Almeida, para que possam explicar aos cidadãos que residem nas duas comunidades polos da região garimpeira, sobre o funcionamento do processo de emancipação. 
“A decisão não vai ser minha, a decisão vai ser dos comunitários. Se querem pertencer a Moraes ou a Itaituba. Eu quero que pelo menos a sociedade de lá saiba que estão ficando de fora, para que depois não venham dizer que o vereador da época da comunidade não teve coragem de subir na tribuna e dizer: ‘por que ficamos de fora?’. É uma discussão importante”, continuou. 
Região garimpeira pertencente a Itaituba ou a Moraes Almeida? 
Audiência com a Deputada Heloisa, Presidente da Comissão Administrativa da ALEPA
O vereador Wescley discorreu ainda que, através do Deputado Federal Joaquim Passarinho, uma audiência na ALEPA já está sendo marcada para que seja estudada a viabilidade de mudar o mapa de Moraes o qual não abrange a região transgarimpeira. “Não quero de forma alguma prejudicar a emancipação. Nós queremos ajudar, participar deste processo”, finalizou.
Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo