ITAITUBA

Emater implanta unidades de observação de manivas em Conceição do Araguaia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Com o objetivo de incentivar a produção de farinha de mandioca no município do sudeste do Pará, o escritório local da Emater em Conceição do Araguaia está implantando duas Unidades de Observação (U.O) e Multiplicação de Manivas de Mandioca, em propriedades de pequenos agricultores, localizadas nos Projetos de Assentamento Milhomem  e Chibil.

De acordo com o chefe do escritório local, Leandro Santos, foram adquiridas,  por meio da Embrapa,  as variedades BRS Dourada , BRS Formosa,  BRS Kiriris e BRS Poti. A ideia é multiplicar para 20 produtores em 10 meses, material suficiente para o plantio de 1 hectare para cada produtor.

“A finalidade é observar o desenvolvimento das variedades da Embrapa em nosso município, acompanhar de forma periódica os resultados e de acordo com os resultados positivos, multiplicar as mudas para o maior número de produtores possível, utilizando o “Trio da Produtividade” como metodologia:  escolha de mudas de forma correta, adubação e limpeza por 150 dias”, explica o chefe da Emater, em Conceição, Leandro Santos.

No período de implantação da U.O. é feita a escolha, a entrega e o plantio das manivas. Os resultados serão avaliados no 10º mês, quando acontecerá a colheita das raízes e a distribuição das manivas para os produtores das comunidades envolvidas.

O agricultor Weliton Rosalves, dono da chácara Boa Vista, no Projeto de Assentamento Chibil, teve sua propriedade escolhida para receber uma Unidade de Observação. Ele está otimista com as melhorias que pode obter com o cultivo de espécies mais resistentes.

“A expectativa é grande, porque ficamos sabendo que são espécies de maniva que as pragas não mexem. Com essa s variedades e com o apoio da Emater, que nos ensina como plantar e como adubar, a nossa esperança é de que vamos conseguir melhorar a produção durante o ano”, conta o agricultor.

O coordenador do escritório local da Emater, Leandro Santos, afirma que as variedades são realmente mais resistentes às doenças e pragas e também ao apodrecimento da raíz e estão sendo avaliadas na U.O. as que mais se adaptam à região.

“Das variedades melhoradas que recebemos as que mais se destacarem no município serão multiplicadas e distribuídos para as comunidades”, disse Leandro.

As variedades da Embrapa foram adquiridas no município de Tracuateua, da Fazenda Agropecuária Millenium, participante do Projeto Reniva (Rede de Multiplicação e Transferência de Manivas – sementes de mandioca com qualidade genética e fitossanitária) da Embrapa.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

Últimas Notícias