ITAITUBA

Emater ministra oficina sobre hortas suspensas para agricultores de Afuá, no Marajó

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Dezoito agricultores do município de Afuá, no arquipélago do Marajó, receberam capacitação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) sobre produção e manutenção de hortas suspensas. Os participantes moram às margens do rio Araramã, distante pouco mais de uma hora do centro da cidade e integrantes da Cooperativa Ouro Verde.

Os agricultores receberam orientação técnica de instalação da estrutura física de canteiros, cobertura e sistema de irrigação, manejo, substrato, adubação, plantio, tratos culturais e colheita. A utilização de defensivos naturais no combate a pragas e doenças, também teve destaque. Os trabalhadores rurais, em sua maioria, lidam com açaizal nativo e também com produtos da biodiversidade local, como murumuru, patauá e ucuuba. 

“O objetivo é incentivar os agricultores a trabalhar com o plantio de hortaliças e ampliar a atuação de atividades. Com a própria horta, terão também alimentação de qualidade e segurança alimentar”, comenta Alfredo Rosas Netto, engenheiro agrônomo e chefe local da Emater no município. Durante a capacitação, o técnico utilizou na demonstração sementes de coentro, alface, repolho e cebolinha. 

Todos os agricultores já comercializam banana, melancia, abacaxi e açaí para dois importantes programas: Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae). A expectativa agora é que eles comecem a comercializar as hortaliças a partir de fevereiro de 2021.  

De acordo com o agricultor João Alves, a capacitação foi importante para mostrar como funciona o passo a passo de todo o processo da implantação de horta suspensa, assim como plantio e técnicas de cultivo. 

“Todos ficaram motivados em investir no plantio de hortaliças e assim começar a comercializar também pelo PAA e Pnae, programas tão importantes para os cooperados. Com as hortaliças, os agricultores vão garantir alimentos de qualidade e também uma renda extra no final do mês, já que poderão inserir mais um produto dentro do montante, que já é comercializado”, explicou o trabalhador rural.

O agricultor João Alves afirmou que a atuação da Emater apoia os agricultores do município em diferentes atividades: “é um apoio que tem feito a diferença no dia a dia dos agricultores como um todo. É um trabalho louvável, e a parceria vai continuar para 2021”.

A capacitação de orientação de horta suspensa contou com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio).

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS