ITAITUBA

Entrega de kits de testes de Covid-19 reforça controle da doença na Transamazônica

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Uma comitiva da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), formada pelo reitor Hugo Alex Diniz e pelo pró-reitor da Cultura, Comunidade e Extensão (Procce), Marcos Prado, efetuou a entrega de kits de testes de Covid-19 em três municípios da região da Transamazônica: Rurópolis, Itaituba e Trairão. A entrega ocorreu nos dias 5 e 6 de novembro, durante viagem com destino a Itaituba para inauguração da sede do campus da Ufopa naquela cidade. 

Foto: Reprodução

No total foram distribuídos 600 kits do tipo RT-PCR: 150 em Rurópolis, 150 em Trairão e 300 em Itaituba, oriundos do Laboratório de Biologia Molecular (Labimol). O reitor Hugo Alex Diniz ressaltou a parceria com as secretarias municipais de saúde. “Fizemos entregas em Rurópolis e aqui em Itaituba e Trairão desses kits de coleta, fortalecendo essa parceria com as secretarias de Saúde e já pensando no futuro desse laboratório, a partir de 2021 em diante, buscando parcerias para que nós continuemos com esse serviço e possamos, inclusive, expandir para análise de outras doenças”.

“Uma atitude louvável da Ufopa” – foi assim que o secretário de Saúde de Itaituba, Adriano Coutinho, definiu a ação da Ufopa com a entrega dos kits. “Não esperávamos isso numa viagem para inaugurar um prédio (a comitiva da Ufopa estava em Itaituba para inauguração da sede do Campus). Esses kits do tipo RT-PCR, que são padrão-ouro, vieram em boa hora, pois temos dificuldades para adquiri-los. Essa parceria da Ufopa vai ajudar e muito no diagnóstico precoce da Covid-19, em Itaituba”, concluiu o secretário.

De acordo com o pró-reitor da Procce, Marcos Prado, a Ufopa já recebeu vários pedidos de parcerias para a realização de pesquisas por projetos aprovados no edital de Programa de Ações Emergenciais (PAEM) da Ufopa. Para o futuro, ele cita a possibilidade de ampliação das atividades do Labimol, “passando a funcionar dentro do espaço da Universidade como um instrumento também de ensino e pesquisas”.

Labimol – Os kits foram disponibilizados pelo Laboratório de Biologia Molecular que funciona nas instalações do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA). Desde a sua inauguração, em julho, até este mês de novembro, o Labimol já realizou 5.400 testes, só em Santarém foram 3.195 dos quais 24% foram positivos para Covid-19. O Labimol atendeu também a diferentes municípios, entre eles: Alenquer, Almeirim, Altamira, Aveiro, Belterra, Jacareacanga, Juruti, Itaituba, Óbidos e Oriximiná. “Mas também atendeu a residentes de outras regiões do país, incluindo Rio de Janeiro, Fortaleza, Brasília, Manaus, Belém”, informou Prado.

Comunicação/Ufopa

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo