ITAITUBA

Esclarecimento sobre suposto esfaqueamento envolvendo pai e filho em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Um fato que ocorreu no início da madrugada desta última quarta-feira (24), envolvendo Lucenilson Ferreira de Sousa, 51 anos, pai e Policial Militar, e Luan Sandler Santos de Sousa, 20 anos, filho e agente de segurança, gerou veiculação parcial dos fatos que ocasionou incongruência com o que realmente ocorreu na ocasião. 

O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Itaituba. Foto: Weslen Reis/Plantão

Conforme com o que foi divulgado até mesmo pela imprensa local, o pai e filho estavam ingerindo bebida alcóolica na residência onde moram localizada na 35° rua do Piracanã, quando supostamente originou-se um desentendimento entre ambos levando Luan a esfaquear o pai. 

Para confirmar esta versão, oportunamente foi usado o depoimento da mãe do então acusado prestado na 19º seccional de Polícia Civil de Itaituba.

Depoimento prestado pelo Pai

Por outro lado, em depoimento prestado na delegacia por Lucenilson na tarde desta quarta-feira (24), ele versa que, depois que saiu de um plantão policial de 12 horas, retornou para a sua residência onde mora com o filho por volta das 20h da noite de terça -feira (23), juntamente com a namorada. 

Ao chegar em sua residência, encontrou o filho e mais dois amigos ingerindo bebida alcoólica e consumindo carne assada em comemoração ao aniversário de Luan. Com isso, às 23h, os amigos de Luan foram embora e ele permaneceu sozinho no local da festa.

Em continuação, por volta das 00h00, Lucenilson foi até onde estava o filho para o advertir em questão ao horário visto que Luan teria que ir trabalhar no dia seguinte pela parte da manhã. Quando encontrou Luan, ele estava de costas, agachado e com uma faca em punho cortando um pedaço de carne. 

Neste ínterim, quando Lucenilson disse ao filho que já estava na hora de ir deitar, Luan bruscamente levantou-se com a faca na mão e virou-se, pois não percebeceu que o pai estava tão próximo. Foi o momento em que a ponta da faca acabou atingindo a altura do bíceps  braquial do braço esquerdo de Lucenilson. 

Ao perceber o que havia ocorrido, Luan ficou “sem chão” e começou a gritar, momento em que a namorada do pai acionou uma viatura da polícia militar. Devido a demora do SAMU, ele foi conduzido ao hospital Municipal – HMI na viatura. O corte levou 3 pontos e Lucenilson recebeu alta na tarde de quarta. 

Representação Criminal

Lucenilson afirmou de forma categórica no depoimento que nunca antes chegou a ter um desentendimento com o filho e que não pretende representá-lo criminalmente visto que a ação se sucedeu de forma involuntária. 


Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo