ITAITUBA

Esquema de ‘esquentamento’ de ouro é alvo de operação da PF em Itaituba e Santarém

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (9) a Operação “Ouro Frio”, que cumpriu mandados de busca e apreensão e também sequestro de bens nos municípios de Santarém, no oeste paraense, e Itaituba, localizado no sudoeste do estado. 

A ação é fruto de inquéritos que investigam não apenas garimpos clandestinos, mas também o processo de esquentamento de ouro, que visa dar uma aparência de legalidade a ouro extraído de forma irregular na região. 

Ao todo, oito mandados – quatro em cada cidade – foram expedidos pela Justiça para cumprimento durante a operação, que estima bloqueio R$ 14 milhões, além de significativo avanço no combate ao que se aponta como esquentamento de ouro. 

Operação ‘Ouro Frio’ cumpriu mandados de busca e apreensão e também sequestro de bens em Santarém e Itaituba — Foto: Polícia Federal/Divulgação

De acordo com a Polícia Federal, a ação está no contexto da Operação “Verde Brasil 2”, sendo assim um conjunto de atividades estruturadas focadas na proteção e preservação da Amazônia e demais biomas.

As ações foram comandadas pela Delegacia da PF em Santarém, tiveram participação das delegacias Altamira/PA e da Superintendência da PF no Pará em Belém, e contaram com apoio das Forças Armadas (Exército, Marinha e Força Aérea do Brasil). 

Ouro e prata foram apreendidos na casa de um dos alvos da operação — Foto: Polícia Federal/Divulgação

O Comando Conjunto Norte (CCN), constituído pelo Comando Militar do Norte (CMN), pelo Comando do 4º Distrito Naval e pela ALA 9, deu apoio logístico no transporte dos policiais que se deslocaram para os municípios que têm alvos da operação. 

A expressão “Ouro Frio” faz referência a ouro de origem clandestina, sem documentação legal, sendo que no curso da investigação foram descobertas tentativas de “esquentamento” do mineral ilícito.


Fonte: PF Santarém

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo