ITAITUBA

‘Eu não vou permitir que fechem o hospital regional’, diz prefeito Valmir após protesto em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A manifestação que reuniu dezenas de populares e entidades, a saber, Sindicato dos Trabalhadores em Educação – Sintepp e Associação dos Filhos de Itaituba, ocorreu na manhã desta terça-feira (13) com o objetivo de protestar contra o possível fechamento do Hospital Regional do Tapajós – HRT, em Itaituba.

Além desta reivindicação que vem ganhando repercussão e posicionamentos contrários nas redes sociais, profissionais que trabalham no hospital também foram às ruas para cobrar pagamentos de salários atrasados que já desce para três meses. 

Pronunciamento do prefeito Valmir se deu após manifestação realizada nesta manhã (13). Fotos: reprodução


Neste próximo dia 14 de outubro, o contrato firmado entre o  Instituto Panamericano de Gestão – IPG, empresa responsável pela gestão do hospital, e o Governo do Estado, o que, logo, acredita-se no encerramento das atividades da unidade e consequente fechamento das portas. 

“A gente não vai aceitar isso. Nosso povo merece uma saúde de qualidade. Nós estamos aqui para lutar e não vamos nos calar. Nós vamos até fim, até que o hospital atenda o nosso povo como merece”, disse uma manifestante.


Manifestação reuniu reduzido número de pessoas. Foto: Weslen Reis – Plantão


Posicionamento do prefeito de Itaituba 

Sobre isso, o prefeito Valmir Clímaco disse que já conversou com o governador do Estado Hélder Barbalho, o qual comunicou que está consultando junto ao Tribunal de Contas do Estado – TCE, sobre a situação do contrato firmado com o IPG.

Conforme afirmou Valmir, o fim do contrato, previsto para esta quarta-feira (14), se dará em virtude de investigações para revelar supostas irregularidades envolvendo o Instituto Panamericano de Gestão, deflagradas pela Polícia Federal. 

“Eu deixei bem claro para o governador que não pode fechar o hospital porque tem vários doentes. Ele me pediu um prazo, mas eu tenho quase certeza que ele não vai fechar enquanto não tiver uma empresa pra assumir. Pode ficar tranquilo que o regional não vai ser fechado”, pontuou Valmir.

Ao afirmar categoricamente que acredita na permanência do hospital mesmo com um percentual baixo em funcionamento dada a sua capacidade total, Valmir destacou ainda que será realizada visitas mais frequentes ao hospital, a fim de dar mais suporte aos servidores e pacientes.

Ainda assim, Valmir finaliza dizendo que pediu ao governador para que o pagamento à empresa não seja creditado até que os servidores do HRT recebam salários devidos e atrasados.

“Eu não vou permitir que fechem o hospital principalmente nessa época de pandemia. Nós vamos intensificar uma visita no hospital diariamente”. Nós precisamos resolver isso o mais rápido possível e continuar salvando as pessoas do nosso município”,  finalizou.

 

Nota expedida pelo HRT 
 
O Instituto Panamericano de Gestão (IPG), Organização Social que administra o Hospital Regional do Tapajós (HRT), em Itaituba, reforça o comprometimento de pagar todos os servidores, fornecedores e prestadores de serviços, de forma imediata, assim que receber os repasses dos recursos. Ressaltamos que a implantação do HRT tem fortalecido o Sistema Único de Saúde (SUS) na região do Tapajós, ampliando e facilitando o acesso da população a serviços de média e alta complexidade, beneficiando a população de Itaituba e de mais cinco municípios.

Referente aos atrasos de salários dos colaboradores nos sensibilizamos e estamos empenhados em resolver o mais rápido possível. Já sobre a propagação de boatos de que a Unidade vai fechar as portas, o HRT informa que não são verdadeiras. O Hospital está preparado para receber pacientes que necessitarem de atendimentos de qualquer região do Estado do Pará e que essas internações são realizadas via regulação estadual. Ou seja, o paciente precisa ser encaminhado por outras unidades de saúde.
 

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS