ITAITUBA

Ex-prefeito condenado por triplo homicídio é preso após 26 anos, em Jacareacanga

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Na manhã desta sexta-feira (19), a Polícia Civil do Pará por meio da DPC Rennan Vianna e IPC João Cezar Huzyk, realizaram uma operação denominara de “Força Amiga”, para dar cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Máximo Ribeiro de Sá, ex-prefeito da cidade de Flores, no Piauí.

O ex-prefeito é condenado por triplo homicídio na referida cidade em que foi prefeito. O triplo homicídio aconteceu há mais de 26 anos, em data específica de 23/01/1994.
Máximo Ribeiro de Sá, condenado por triplo homicídio.
Após investigações integrada das Polícias Civis do Pará e Piauí, foi possível chegar ao paradeiro do foragido o qual estava escuso no município de Jacareacanga.

Conforme informações repassadas pela Polícia, Máximo teria praticado os crimes na companhia de outro indivíduo identificado como Sonaldo da Costa Moura. As vítimas são os irmãos Yure Gargarim de Oliveira Rego, 23 anos, José Vasconcelos de Oliveira Rego, 22 anos, e o tio deles, Carlos Marcelo Vieira de Oliveira, 24 anos.

“Meu tio estava no bar bebendo e o prefeito chegou e provocou meu tio. Ele levantou e o prefeito disparou e pegou no braço de um outro tio meu. Eles saíram correndo. Quando chegaram na praça, meu tio Carlos tomou um tiro e caiu morto. Quando ele caiu, meu primo Vasconcelos foi pegar ele e acabou levando um tiro nas costas e caiu por cima do meu tio que já estava morto. O Yure foi alvejado na testa pelo prefeito”, relatou um familiar sobre o caso.

Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS