ITAITUBA

Familiares de internos reivindicam direitos em frente ao Centro de Recuperação, em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Com cartazes e faixas, famílias de internos, nesta segunda-feira (01), manifestaram em frente ao Centro de Recuperação, reivindicando direitos que eles têm e que precisam ser respeitados.
 

Manifestantes em frente à casa penal. Foto: Kaio Ferreira

 

Segundo o grupo que manifestava, elas relatam que há três meses os kits não estão sendo entregues aos detentos. Uma manifestante afirma que tem dois filhos presos e que eles “estão dormindo no chão, e a comida é precária, que nem cachorro come”. 
Outra manifestante diz que não estão sendo realizadas visitas há mais de 4 meses, e que os presos não recebem os kits de higiene, e que não há remédio para eles.
Diante das manifestações dos familiares dos detentos, a direção da Casa Penal afirma que devido à prevenção da Covid-19, a Casa Penal obedece a portarias e decisões regimentares do Judicial e Estadual, que norteiam o cumprimento das decisões. 
Em nota:  A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) informou que os custodiados do Centro de Recuperação Regional de Itaituba estão recebendo todos os cuidados necessários para evitar o contágio da covid-19. “A unidade prisional é lavada e desinfetada todos os dias. Ações de saúde estão sendo executadas regularmente e há medicamentos para todas as necessidades. A SEAP reitera ainda que todos estão uniformizados, padronizados e possuem máscaras”. Ainda de acordo com a SEAP, “as visitas familiares continuam suspensas como medida de prevenção ao novo Coronavírus, mas o atendimento de advogados continua normal”. Para aproximar os familiares dos custodiados, a SEAP implantou os projetos “Carta Virtual”, na qual o familiar pode enviar carta ao seu ente; e a “Visita-virtual”.
Veja como funciona o cadastramento:
Familiares que quiserem fazer contato com o detento podem enviar cartas pelo e-mail: [email protected]. As cartas serão recebidas por uma equipe técnica da Central de Cadastro de Visitantes, que vai fazer a análise do conteúdo, e se aprovadas serão encaminhadas aos e-mails das unidades prisionais, para serem entregues aos custodiados. Os internos não poderão responder às cartas, e os que não receberem poderão solicitar às equipes da unidade que entrem em contato com seus familiares.
Para que o familiar entre em contato com o preso (visita virtual), é necessário o cadastro de visitante. Os familiares que ainda não possuem o cadastro poderão solicitar pelo e-mail: [email protected], e para este mesmo e-mail serão encaminhados todos os documentos exigidos pela Seap.
Plantão 24horas News, com informações do repórter Marinaldo Silva

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS