ITAITUBA

Formação de Professor inicia terceira turma com foco na aproximação do Enem

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O projeto de Formação de Professores do Ensino Médio para o Exame Nacional do Ensino Médio (Forpem), ofertado pela Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), deu início a terceira turma no dia 7 deste mês. Em consonância com a missão da EGPA, de qualificar o servidor estadual e municipal, o objetivo da iniciativa é garantir condições aos alunos de obtenção dos melhores resultados possíveis no Enem, que em 2021 está marcado para os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Desde a aula inaugural do Formação de Professores do Ensino Médio para o Exame Nacional do Ensino Médio, em 2 de novembro, foram 1.668 professores qualificados nas duas primeiras turmas. Com os 2.878 professores do terceiro polo que começaram ontem, são 4.546 qualificações realizadas em mais de 20 municípios pelo Estado. 

O polo em andamento inclui educadores de Marabá, Santarém, Monte Alegre, Óbidos, Altamira, Itaituba, Breves, Conceição dom Araguaia, Região das Ilhas (Marajó), Parauapebas e Xinguara, além da 1ª a 18ª Unidades Seduc nas Escolas (USEs), na Região Metropolitana de Belém (RMB).

O polo 1 alcançou 932 professores de Bragança, Cametá, Abaetetuba, Castanhal, Santa Izabel do Pará e Capanema, enquanto que o polo 2 envolveu 736 professores de Maracanã, Tucuruí, Capitão Poço e Mãe do Rio.

O Forpem garante aos professores a oportunidade de se familiarizarem com o ensino por competências e habilidades, além da interdisciplinaridade e contextualização do ensino. O curso é realizado de forma remota, e tem 20 horas de duração, sendo quatro horas de trabalho vivencial, com “aulão” virtual para os alunos das escolas onde trabalham os professores participantes.

As aulas são ofertadas na plataforma de Ensino a Distância da EGPA para os professores que realizaram as inscrições a partir da sua escola de origem. 

A diretora geral da Escola de Governança, Evanilza Marinho, desta a parceria da Seduc.”Ampliamos o atendimento para todo estado nas 22 Unidades Regionais de Educação (UREs) e onze USEs em Belém, com a perspectiva de mais de quatro mil servidores capacitados”, informou 

Ela enfatizou ainda que “há grande procura em determinados polos, o que demonstra a aceitação significativa do projeto”.

“Estamos totalmente focados na missão e na grande visão de melhorar nossos resultados nas avaliações externas. Quando capacitamos o professor, melhora a gestão da sala de aula e, consequentemente, os resultados”, observa a diretora geral Evanilza Marinho.

Hingrid Renalle Farias, é professora de História, na 17ª URE, em Capitão Poço, e fez parte da segunda turma. Ela soube do curso pela coordenação da escola em que trabalha, onde, afirmou, sempre há incentivo em participar de formações como essa.

“O curso, bem como sua dinâmica, foram muito importantes. Mostrou que é possível, sim, mesmo a distância, promover um diálogo eficaz para se perceber novas metodologias que podem ser empregadas nesse momento da pandemia e para depois dela”, avalia. “Por vezes, nos focamos, em sala de aula, para métodos muito tradicionais,e o curso proporcionou um novo olhar para as novas problemáticas exigidas atualmente, não só para o Ensino Médio, bem como para os demais níveis de ensino”, reconhece .a servidora.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS