ITAITUBA

Governo autoriza início das obras de reconstrução de prédio histórico da PM  

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O governador Helder Barbalho (d) ao lado do comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior (c), no ato de assinatura da Ordem de Serviço O governador Helder Barbalho assinou na tarde desta quarta-feira (2) a Ordem de Serviço para início das obras de reconstrução do prédio do Comando de Missões Especiais (CME) e do Comando de Policiamento Ambiental (CPA) da Polícia Militar. O terreno destinado às obras tem quase 900 metros quadrados e fica na esquina da Avenida Alcindo Cacela com a Rua Engenheiro Fernando Guilhon, no bairro da Cremação, e no passado abrigou a sede do Batalhão Destacamento da PM, cuja tropa atuava no policiamento no interior do Estado, além do Batalhão de Trânsito e do Comando de Missões Especiais.

Após a construção, prevista para ser concluída em agosto de 2021, os prédios terão dois auditórios, salas administrativas, alojamentos e um salão com 295 metros quadrados. Toda a obra será acompanhada pela Diretoria de Apoio Logístico (DAL) da PM.Helder Barbalho destacou que as obras integram a diretriz de fortalecimento dos equipamentos públicos de segurança

Para o governador Helder Barbalho, que assinou a Ordem de Serviço ao lado de um representante da empresa contratada, o investimento permitirá com que o Comando de Missões Especiais possa “retornar a sua casa”. “Certamente, após as intervenções e obras que serão feitas a partir de hoje, nós estaremos garantindo, seja para o bairro da Cremação, seja para Belém e toda a Região Metropolitana, o fortalecimento dos equipamentos públicos de segurança, para que continuemos o nosso trabalho no intuito de garantir um direito de nossa população, que é viver em paz”, destacou o governador, que também assinou a Ordem de Serviço para obras em um prédio anexo ao Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap), no Polo Belém.

O coronel Dilson Júnior ressaltou a sensibilidade do Governo do Estado na reconstrução do patrimônio arquitetônico da corporaçãoEnvolvimento da comunidade – “Hoje é um dia de muito significado na história da nossa bicentenária Polícia Militar. O governador teve a sensibilidade de atender ao nosso pedido, e hoje nós estamos assinando a Ordem de Serviço para iniciar essa reforma com padrão de qualidade. Esse trabalho simboliza toda a reconstrução do sistema de segurança pública do Estado”, ressaltou o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, que participou do ato de assinatura e destacou o envolvimento da comunidade do bairro da Cremação nos eventos da PM.

Alcindo Batista Braga, morador do bairro da Cremação há quase 36 anos, declarou que o prédio faz parte da sua juventude, por isso está satisfeito com a obra. “Fiquei muito triste quando vi esse quartel deteriorado. Era muito bacana, e vai melhorar muito, principalmente a segurança aqui do bairro”, acrescentou o morador.

“Nós estamos resgatando não só a imagem da Polícia Militar, mas também a vontade e o orgulho de ser policial militar e servir em prédios históricos da corporação bicentenária. Brevemente estaremos aqui entregando essa obra”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.Com a reconstrução, o Estado contribui para a valorização da bicentenária história da PM do Pará

Com investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões, as obras devem ser concluídas em até oito meses, e representam a valorização de uma das edificações mais antigas da PM do Pará.

Modernização – As obras são mais um passo no processo de modernização da Polícia Militar, que além da reestruturação de prédios históricos inclui a aquisição de mais viaturas e equipamentos. Em novembro, o Governo do Pará aprovou uma suplementação orçamentária, que ultrapassa o valor de R$ 18 milhões, destinada à corporação para a construção de nove unidades policiais na capital e no interior.

As obras, de acordo com o cronograma, deverão ser concluídas em até oito mesesOutra obra significativa para a história da PM é a restauração do prédio do 2° BPM, conhecido por “Batalhão Tiradentes”, transformando o espaço no Complexo Histórico Tiradentes, que também abriga as sedes do Comando de Policiamento da Capital I, Companhia Independente de Polícia Turística (Ciptur), Museu da PM e 28° Batalhão, o Batalhão Águia.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS