ITAITUBA

Greve dos servidores do INSS chega ao 24º dia no Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A greve dos servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no Pará chega ao 24º dia nesta quinta-feira (30). A população continua com os serviços reduzidos, uma vez que dos 884 servidores, cerca de 710 aderiram ao movimento de greve, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Previdência, Saúde, Trabalho e Assistência Social no Estado do Pará (Sintprevs/PA).
A greve deve durar até que o governo negocie as pautas de reinvindicação da categoria, que são: reajuste de remuneração de acordo com a inflação, reposição salarial de 27,3%, incorporação das gratificações, Plano de Cargos e Carreiras (PCCR), fixação de 30h de trabalho para todos os servidores, realização de concurso público para repor quadro funcional, fim do assédio moral, isonomia salarial e paridade entre ativos e aposentados.
De acordo com o Sintprevs/PA, nem todas as agências estão paradas. O estado conta com 41 agências, sendo que 17 estão sem expediente, com adesão de 87% dos trabalhadores. Nas demais agências, o atendimento está sendo feito parcialmente.
“Hoje em Brasília estaremos entregando o nosso projeto de reversão na questão da melhoria das condições de trabalho a nível nacional com a presidência do INSS. Os trabalhos que estão sendo feitos é a questão do reagendamento das perícias médicas e de pedido de aposentadoria”, esclarece a coordenadora do sindicato, Ana Maria Magalhães.
Marabá
Nenhum serviço está sendo oferecido na agência de Marabá, no sudeste do Pará. Além da greve dos funcionários, o prédio do INSS está interditado pela Defesa Civil, pois há risco de desabamento. Há 10 anos o local não passa por nenhuma manutenção. O superintendente responsável pelo INSS na região Norte e Centroeste está no município com engenheiros para avaliaram a situação do prédio e procurarem outro local para que a agência seja instalada.
Paragominas
Em Paragominas, no sudeste do Pará, muitas pessoas têm procurado a agência para ter atendimento, mas estão sendo informadas que a greve é por tempo indeterminado e que apenas o serviço de perícia está disponível.
Castanhal
No nordeste do Pará, os funcionários permanecem em greve. A agência local atende pessoas de várias cidades da região e até de Paragominas que é distante da região e possui agência própria. A agência tem sido procurada diariamente por muitas pessoas que precisam fazer algum procedimento. Somente alguns serviços estão sendo mantidos, como a perícia de alguns benefícios.
Fonte: G1-Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Content is protected !!