ITAITUBA

Grupo Tático da Adepará realiza apreensão no porto de Breves

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Parte dos produtos apreendidosEquipe da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) realizou, na manhã desta quarta-feira (16), no porto de Breves, no Marajó, a apreensão de alimentos de origem animal que se encontravam impróprios para o consumo devido suas más condições de armazenamento. 

Foram apreendidas e inutilizadas 206 unidades de iogurte, queijo “Petit suisse” e leite fermentado que saíram da capital paraense para serem comercializadas no arquipélago. 

O trabalho é resultado de operação deflagrada pelo Grupo Agropecuário Técnico, Tático e Operacional (Gatto) da Adepará com o intuito de coibir a comercialização de produtos clandestinos ou impróprios para o consumo humano.

“Os produtos apreendidos estavam sendo transportados em caixas de isopor em temperatura ambiente, sem gelo e sem a higienização adequada contrariando o que preconiza o Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)”, detalha o fiscal estadual agropecuário, Elton Toda, responsável pela operação ao lado dos agentes fiscais Daniel Nunes e José Nobre Jr., com apoio dos servidores 
Renato Rodrigues e Sergio Ricardo Lareda do Posto de Fiscalização Agropecuária de Breves.

Segundo Elton, os responsáveis pelo transporte dos produtos foram autuados e receberam orientações quanto ao procedimento adequado para a condução de produtos de origem animal. 

Ao todo, foram vistoriadas 32 embarcações que transportavam iogurte, requeijão, ovos, embutidos, frango congelado, pintos de um dia e polpas de frutas. Os produtos apreendidos foram destruídos no lixão do município de Breves.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo