ITAITUBA

Homem é executado com tiro na cabeça e criança arrastada pela água da chuva

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Antonio Carlos Veras Filho, de 20 anos, foi executado nesta quarta-feira (6) com um tiro na cabeça e teve o corpo desovado em um bambuzal, nas proximidades de uma ponte, em Palmares Sul, a 10 quilômetros do centro de Parauapebas.

De acordo com o investigador Valmir, da Delegacia de Polícia Civil, ao tomar conhecimento do homicídio uma equipe de policiais se deslocou para a área indicada e observou que o homem havia sido executado noutro local e jogado ali.


“Nas primeiras análises nas fichas da polícia, percebemos que ele parece ser um usuário de drogas, mas vamos ouvir os familiares e tentar localizar e prender o autor do crime”, prometeu o investigador.


Criança na fossa

Caleb Medrado, de 4 anos de idade, morreu após cair em uma fossa enquanto brincava na chuva no quintal da casa dele, no Bairro Cidade Jardim, em Parauapebas, na manhã da última terça-feira (5). O menino ainda chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas veio a óbito.



De acordo com informações de uma testemunha, Caleb brincava na chuva, no quintal da residência, que ficou cheio de água, e foi arrastado pela enxurrada. Ao tentar se fixar no solo ele pisou em cima da tampa de uma fossa, que quebrou e ele caiu no buraco.


Ao se dar conta do que tinha acontecido, a mãe do garoto ainda conseguiu resgatá-lo da fossa, mas ele havia ingerido água e fezes. Levado para o hospital, sete médicos se dedicaram a tentar salvá-lo, mas o menino sofreu sucessivas paradas respiratórias e morreu.


Ainda segundo testemunhas, a família pretende acionar a fabricante da tampa da fossa na justiça, já que a empresa não teria usado ferro na sua fabricação, apenas cimento, o que fez com que ela se quebrasse com o pouco peso da criança. 

(Vela Preta/Waldyr Silva)

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS