ITAITUBA

Hospital Regional do Tapajós (HRT) realiza a primeira neurocirurgia

Kaio Gabriel, de 6 meses de idade. Foto: Reprodução

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na tarde da última quinta-feira (07), uma criança de nome Kaio Gabriel, de 6 meses de idade, filho de Cleison Moreira e Nádia Prata,  deu entrada ao Hospital Municipal de Itaituba (HMI) sofrendo convulsões, após ter caído de uma rede.

A partir daí, começou a luta da equipe de saúde hospitalar, a fim de transferir a criança para um centro especializado. Deu-se entrada no TFD para o encaminhamento da criança para o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), e nada de surgir leitos.

“Eu recebi um telefonema do Secretário de Saúde Iamax Prado, que disse que tinha dado entrada, no hospital municipal, uma criança de 6 meses de idade […]. A criança caiu de uma rede  e começou a luta dos profissionais da saúde do hospital para salvar essa criança. Ela criou uma lesão na cabeça (um coágulo) e foi preparado um TFD para encaminhar para o Regional de Santarém. Não tinha vaga no hospital […]”, destacou, em áudio no whatsApp, o Prefeito de Itaituba Valmir Climaco.

Preocupada, a família comunicou a situação ao prefeito Valmir Climaco e para o Secretário de Saúde e pediu que eles agissem no sentido de conseguir leito para a criança. Diante do que lhe foi repassado, o prefeito entrou em contato com o Secretário Regional Henderson Pinto, que se dispôs a ajudar. Com isso, tiveram a ideia de encaminhar o neurocirurgião Erick para avaliar o estado em que se encontrava o bebê.

“[…] quero, aqui, agradecer ao meu amigo particular Henderson Pinto, o governador do estado. Pois, a gente lutou por essa criança. Desde o dia 07, recebo muitas ligações (10 ligações por dia), e a gente tentando salvar essa criança. Aí hoje de manhã não tinha vaga no Hospital Regional de Santarém fiquei sabendo que tinha uma vaga em Altamira. Imediatamente, mandei abastecer o avião para levar a criança para lá, mas os médicos aconselharam que um voo grande como esse não tinha as mínimas condições dessa criança, vamos dizer, aguentar a viagem […], disse Climaco.

Erick teve a ideia de operar o bebê no Hospital Regional do Tapajós (HRT), porém na unidade hospitalar não havia anestesista. Perante a necessidade, o prefeito imediatamente ordenou que fossem buscar, de avião, em Santarém, um anestesista.

“[…] chegou a Itaituba o Dr. Erick, um dos maiores cirurgiões de Santarém. Ele veio visitar o HRT, vamos dizer, para, quem sabe, no futuro visitar Itaituba. E o secretário Iamax e o Henderson comunicaram o caso dessa criança. Imediatamente, o Dr. Erick (quero agradecer a ele. Não conheço ele, mas sei que é um grande profissional) […] disse que, se tivesse um anestesista, faria a cirurgia da criança no hospital regional. Ele arranjou o anestesista em Santarém. Rápido, nós abastecemos o avião e encaminhamos para Santarém para pegar o médico anestesista […]”, pontuou o prefeito.

Após a chegada do profissional, foi dado início ao procedimento cirúrgico. Desse modo, é realizada a primeira cirurgia neurológica do Hospital do Tapajós.

“[…] neste momento, já está acontecendo a cirurgia nessa situação do Hospital Regional de Itaituba. A criança está sendo operada agora nesse momento. Vamos rezar, vamos orar… Foi uma luta tanto do hospital municipal ( quero agradecer a todos os profissionais) como do Henderson Pinto, do secretário Iamax e eu, que não podia fazer muita coisa, mas coordenei todo esse projeto; tudo isso que aconteceu aqui por telefone. Estou viajando e dei carta branca ao Iamax para fazer o que for possível para salvar essa criança…Estamos na expectativa de que essa criança vai ficar boa… Com fé em Deus e nos profissionais da saúde, vamos salvar essa criança, finalizou Valmir.

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo