ITAITUBA

Imprensa Oficial completa 131 anos de atuação junto à sociedade paraense

Imagem representativa. Foto: Eduardo Rosas.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa) completa 131 anos nesta quarta-feira (14). Mesmo com a pandemia do novo coronavírus no último ano, a autarquia não parou de atuar com a publicação de livros nas suas quatro linhas editoriais, com o processo de certificação digital, com a venda de livros na loja da Ioepa e, principalmente, com a edição digital do Diário Oficial do Estado (DOE) e a expansão deste produto para outros municípios paraenses, como é o caso de Parauapebas, que está em processo de implantação do diário oficial naquela cidade.

Para Jorge Panzera, presidente da Ioepa, o DOE teve e tem papel fundamental no momento de crise sanitária que o Pará atravessa, na divulgação de informações corretas acerca dos decretos do governo estadual sobre a pandemia que o País vive atualmente.

“Graças ao DOE, tanto a população como secretarias, órgãos públicos e privados tiveram acesso ao teor dos decretos governamentais e puderam tomar as providências necessárias para atuar nesse momento de crise em que vivemos. Milhares de acessos ao DOE provam a importância desse veículo de comunicação oficial do governo para a nossa vida, neste momento crucial de crise na saúde”, avaliou Jorge Panzera.

Ele lamentou a impossibilidade de poder reunir colaboradores, servidores e parceiros para uma comemoração presencial de mais um aniversário da autarquia, mas disse que espera por dias melhores, apesar das perdas pelo caminho em busca da recuperação da vida com segurança e saúde para todos.

“Nessa batalha também perdemos amigos, parentes, servidores, colaboradores e camaradas. A eles nosso respeito e o comprometimento de que faremos tudo para que as coisas mudem no Pará e no mundo, para o bem de todos”, declarou Panzera.

Panzera disse ainda que a Imprensa Oficial vem mantendo todo o cuidado com os colaboradores e servidores em relação à pandemia e, por esse motivo, optou por intensificar algumas ações online para lembrar a data em que a Imprensa Oficial foi criada, em 14 de abril de 1890, por meio do decreto 137 assinado pelo governador Justo Leite Chermont, para dar transparência aos atos governamentais.

“Desde o início da nossa gestão tivemos a preocupação com a modernização do Diário Oficial que segue as tendências mundiais na era digital e agora a pandemia nos força a pensarmos em ações nesse sentido, tanto para o público externo quanto para os nossos servidores”, comentou ele.

Ele informou ainda que também estão previstas algumas ações de manutenção preventiva e corretiva no parque gráfico e arredores, que incluem retirada de infiltrações no telhado do setor de encadernação, com recuperação de forro e pintura; manutenção e revitalização da passarela em estrutura metálica, entre outros.

131 anos IOEPA

Pensando em formatos digitais, ele anuncia que os 131 anos da Imprensa Oficial serão comemorados ao longo do mês com o lançamento da versão online do programa Mais Atitude, uma ferramenta estratégica de comunicação interna que consiste na divulgação de cards temáticos relacionadas à saúde, meio ambiente, segurança e qualidade de vida para os servidores e colaboradores.

“Estamos passando por momentos críticos que precisamos também pensar em dialogar mais com o servidor por meio de ferramentas estratégicas como o whatsapp, de forma que eles consigam assimilar algumas informações úteis para o cotidiano no trabalho e em casa”, explicou. 

Ainda dentro da programação dos 131 anos da Ioepa, a Editora Dalcídio Jurandir fará uma live para marcar a entrega de seis títulos já editados em parceria com a Universidade do Estado do Pará (Uepa), dentro da linha editorial de produção científica da editora da Ioepa. As obras, que serão disponibilizadas no primeiro momento em versão digital (e-book) nas plataformas da Uepa, reúnem um apanhado das pesquisas acadêmicas da instituição. A partir de junho, a Ioepa prevê a entrega da versão impressa dessas obras.

Instituída a partir de uma política de incentivo e fomento à literatura paraense, a editora pública Dalcídio Jurandir já entregou mais de 36,8 mil cópias de 33 livros publicados com o selo da Ioepa entre 2019 e 2020 e deve fechar o ano com a entrega de 32 mil cópias de 64 títulos de autores paraenses em 2021.

“Não paramos. Entre reuniões online e presenciais com representantes dos livros selecionados nos editais literários, que envolvem escritores de vários municípios paraenses, além de pesquisadores da Uepa, Ufopa, Ufpa e de outras instituições, estamos conseguindo dar continuidade às parcerias fechadas, e com a equipe da Secult, estamos tratando da programação do estande da Ioepa na próxima edição da Feira do Livro e das Multivozes, quando partes destes livros serão lançados”, anunciou o coordenador e editor da Editora Pública Dalcídio Jurandir, Moisés Alves.

Parcerias institucionais

Além das parcerias para publicação de livros, a Imprensa Oficial vem estabelecendo acordos de cooperação técnica com algumas instituições públicas para prestar apoio na busca das informações que são publicadas no DOE, principalmente neste período de pandemia. Uma delas já garante que alguns servidores credenciados do Ministério Público Estadual (MPE), para agilizar o trabalho de busca, tenham acesso ao banco de dados do Diário Oficial por meio de um link com o servidor. “Muitos funcionários dos órgãos públicos estão tentando se adequar a esse momento restrito da pandemia, buscando alternativas para trabalhar principalmente de forma remota. Como eles precisam das informações publicadas no Diário Oficial, sempre que nos acionam procuramos analisar a melhor forma de dar apoio”, informou a diretora de Tecnologia da Informação, Helena Nahum, que analisa com sua equipe a melhor forma de atender à solicitação dos técnicos do Tribunal de Contas do Estado, para uma parceria semelhante à do MPE.

Certificados digitais

O gerente comercial da Ioepa, Thiago Campelo, comemora o fato de os números de certificados digitais terem aumentado, apesar da pandemia.

“Entre particulares e órgãos públicos foram emitidos 750 certificados em 2019, em 2020 foram feitos 765 e 262 até março de 2021. Na gráfica da Ioepa, em 2019, imprimimos 14.364; em 2020, foram 15.208 impressos; e até março de 2021 foram 4.207. Os nossos principais clientes são a Santa Casa, o Iasep, o Detran e Seduc, entre outros”, informou.

Thiago Campelo lembrou que a Ioepa é uma Autoridade de Registro – agência emissora de certificados digitais – ligada à Autoridade Certificadora (AC) Imprensa Oficial de São Paulo e ao ICP Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira). O certificado digital funciona como uma espécie de carteira de identidade eletrônica e permite que transações realizadas, via internet, sejam extremamente seguras.

Texto: Ailson Braga e Julie Rocha

Arte: Henos Silva

Fotos: Eduardo Rosas

Ascom/Ioepa

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS