ITAITUBA

INCRA EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O CASO DO ASSENTAMENTO SANTA CLARA, TUTUI NORTE

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Em relação aos crimes ocorridos no último dia 26 de setembro, no assentamento Santa Clara – município de Uruará (PA) -, onde cinco pessoas foram baleadas, segundo relatos da imprensa, o Incra informa que acionou a Ouvidoria Agrária Regional em Altamira para acompanhar o processo de investigação.
A Ouvidoria Agrária, que atua nas situações de conflitos no campo, foi designada para manter contato com as autoridades competentes, dentre elas, o Grupo Tático Operacional da Polícia Militar em Santarém. O objetivo é obter informações circunstanciadas sobre os crimes para as providências administrativas que a situação requer.
O Incra acrescenta que, desde 2007, o PDS Santa Clara está embargado judicialmente. A decisão foi proferida em Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF).
Em razão do embargo, o Incra está impedido de aplicar as políticas públicas no assentamento, tais como créditos e assistência técnica.
O Incra age para reverter a sentença do juízo federal de Santarém e, dessa forma, dar continuidade ao processo de implantação do assentamento. Um recurso foi interposto em agosto de 2011. O Incra aguarda decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, onde o processo tramita atualmente.
Paralelamente, a Regional do Incra em Santarém está constituindo grupo de trabalho para realizar um diagnóstico de todos os processos de criação dos assentamentos no rol da ACP e propor encaminhamentos nos âmbitos administrativo e judicial.

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável: Luís Gustavo

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS