ITAITUBA

Internautas dividem opiniões sobre fala de Valmir que determina reforço de medidas contra a Covid-19

Alguns comentários extraídos das redes sociais. Foto: reprodução

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O pronunciamento feito nesta segunda-feira (28) pelo prefeito de Itaituba, Valmir Climaco, que anuncia o reforço de medidas contra a disseminação da Covid-19, gerou uma verdadeira polarização de opiniões entre de internautas após divulgação no Plantão.

Em pouco mais de uma hora, centenas de comentários de opinião pessoal e rebates entre internautas, tomaram de conta das redes sociais nesta noite e formou uma espécie de paredão dos prós e contras.

De um lado, internautas defendem a decisão do gestor e argumentam que a volta do uso de máscara e higienização das mãos seria uma das formas mais eficientes de combater a propagação do vírus e preservar a saúde.

“Prefeito está certíssimo nas suas colocações. Temos que usar máscara pra nos prevenir da Covid-19”, concorda um.

“Vamos fazer a nossa parte. Cada um é responsável pela sua vida”, destacou outra.

“Vamos no prevenir, é a melhor opção. Sejamos responsáveis com nossa vida e a vida de terceiros”, finalizou outro.

Por outro lado, a parte majoritária dos internautas se posicionaram contra a medida anunciada. Para fundamentar, muitos relembraram o período eleitoral na cidade, quando os registros de aglomerações eram constantes, e o associaram de forma sarcástica com a existência do vírus.

“Esse vírus é muito inteligente. Ficou dormindo nas eleições. Agora acordou”, comentou uma.

“A política já acabou e aí o vírus voltou com força total”, frisou outra.

“Comemorar a reeleição nas ruas fazendo aglomerações pode, né?, digitou outro.

 

Pronunciamento

Nesta segunda-feira (28), o prefeito de Itaituba, Valmir Clímaco, voltou a comentar sobre a disseminação da Covid-19, sobretudo pelo aumento de casos confirmados e do número de pacientes internados na rede hospitalar do município, que atualmente são treze.

Temendo o advento de uma segunda onda da doença em Itaituba, Valmir frisou que uma nova edição de decreto municipal reforçará a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção individual tanto em locais públicos, como em ambientes privados com constante circulação de pessoas.

A grande preocupação da gestão, conforme destaca o prefeito, é o risco de uma eventual superlotação hospitalar e reação da Justiça em restringir o horário de funcionamento do comércio ou até mesmo decretar Lockdown.

“Essa é a nossa grande preocupação, lotar todos os hospitais e a gente não ter o que fazer, ou até mesmo a justiça tomar uma providência de fechar tudo. Pra que a justiça não faça aqui o que fez em Santarém, nós vamos sair na frente tomando providências”, comentou.

Para que isso não aconteça, Valmir afirma que a ação a priori, é que todos voltem a usar a máscara e a realizar a higienização das mãos com álcool em gel, conforme prevê decreto municipal ainda em vigência.

Com isso, para fazer acontecer as recomendações de medidas sanitárias, policias militares serão responsáveis por realizar fiscalizações em estabelecimentos comerciais e similares, a partir desta terça-feira (29).

“Nós queremos que todo mundo volte a usar máscara, em todo o estabelecimento. Nenhum tem que permitir a entrada de pessoas sem máscara. Nessas festas também tem que usar. A Polícia Militar vai cobrar o cidadão, tem lei pra cobrar. Ela vai entrar nos comércios não vai conversar com quem tá sem máscara, vai conversar com o dono”, continuou.

Finalizando, o prefeito reitera a importância do uso da máscara e reforça as medidas que serão tomadas em caso de descumprimento por parte da população.

“A partir de amanhã, terça-feira, se alguém tiver na rua sem máscara, a polícia com certeza vai tomar as providências. Vamos voltar a usar, porque é muito interessante. Quem tem que cuidar da sua saúde é você”, finalizou.

 

Covid-19 em Itaituba

Conforme atualização do Boletim Epidemiológico divulgado na manhã desta segunda-feira (28), pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), consta que há:

  • 7.078 casos confirmados;
  • 12o óbitos;
  • 13 internados na UPA e HRT;
  • 1.970 casos suspeitos;
  • 626 pessoas em isolamento domiciliar;
  • 6.321 recuperados.

 

 

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS