ITAITUBA

Internos do sistema penitenciário participam do Dia D do Combate à Tuberculose

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio da Diretoria de Assistência Biopsicossocial (DAB) e do Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose do Estado do Pará, realizaram palestras e entrega de prêmios para os internos das unidades do sistema estadual, como parte da programação pelo Dia D do Combate à Tuberculose no Sistema Penitenciário Paraense.

Dezesseis internos de várias casas penais foram premiados pelos cartazes que fizeram em alusão à campanha de combate à tuberculose, enquanto os técnicos de saúde da Seap esclareceram dúvidas e enfatizaram formas de prevenção da doença.

O interno Gilberto da Costa, do Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC), um dos premiados, ressaltou a importância da iniciativa. “Este concurso é uma forma de conscientizar a massa carcerária sobre a prevenção da doença. Os nossos cartazes servem para sensibilizar também as pessoas que estão fora. É um tema muito adequado, e gostei muito de participar”, afirmou. Os familiares dos custodiados receberam uma cesta básica como premiação, que contou com o apoio da Igreja Universal.

O coordenador de Controle da Tuberculose do Estado, Cleison Martins, disse que o concurso de cartazes ajuda na reinserção das pessoas privadas de liberdade. “Informações sobre a tuberculose geram produções artísticas, como cartazes sobre o tema, promovendo interação entre os custodiados. As produções possibilitam a reinserção social e o reconhecimento dos trabalhos selecionados”, ressaltou. 

“Livres da Tuberculose” – O diretor da Diretoria de Assistência Biopsicossocial, Leone Rocha, informou que as campanhas são destinadas aos internos, familiares e servidores da unidade. “Objetivo da campanha é esclarecer os sintomas da tuberculose, como podem se prevenir e como buscar tratamento necessário. Nós seguimos o Projeto Prisões Livres da Tuberculose, que é feito junto com Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com apoio do Ministério da Saúde. É um processo de educação em saúde levado para todos”, reiterou.

Na última segunda-feira (14), as ações de combate à doença foram realizadas na Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, na Região Metropolitana de Belém. Também participaram do ato a diretora do Hospital-Geral Penitenciário, Sandra Costa; o assessor da Seap, Ed Wilson Nascimento; a assessora da Diretoria de Assistência Biopsicossocial, Kelly Ataíde, e a diretora da UBS, Marinete Alves.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS