ITAITUBA

JOVEM URUARAENSES E TORTURADO ATÉ A MORTE POR POLICIAIS MILITARES NA CIDADE DE ALTAMIRA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O corpo de Rosivaldo foi encaminhado para Tucuruí para realizar a Biopsia, onde já esta marcado uma audiência com o Ministério Publico de Altamira nessa Quarta Feira.


O Jovem Senhor Rosivaldo Ribeiro de 33 anos teve sua vida interrompida na noite dessa Segunda Feira dia 19, onde Segundo relatos de Familiares a vitima foi surpreendido por policia Militares de Altamira em sua residencia.

Segundo informações os policiais invadiram a casa dele atrás de armas que supostamente ele teria roubado com o Wagner, um outro amigo dele também de Uruará. Wagner ficou preso até as 5:00 h da manhã de hoje (20), acusado de estar portando um revólver calibre 38 com quatro balas.Wagner foi liberado através de ação do advogado da família e a mesma relata que se ele ficasse a noite preso, provavelmente seria queima de arquivo. Já Rosilvaldo morreu por não ter armas alguma e como não entregou a suposta arma foi torturado até a morte.

Segundo informações de um irmão da vítima, Rosivaldo teria sido torturada por sete policiais, com toalha molhada, sacolas e fizeram ele beber mais de dez litros de água a força sem respirar. 

A casa do Rosivaldo ficou muito molhada, muitas garrafas pets cheias de água e toalha molhada o que comprovam as horas de terror ao qual o jovem teria passado antes de morrer. 

O Corpo de Rosivaldo foi encaminhado para Tucuruí para que seja realizada a Biopsia, onde nenhum medico do Município de Altamira descriminaram um laudo medico com a causa da Morte de Rosivaldo. Segundo informações dos policiais, Rosivaldo teria sofrido uma convulsão e entrado em óbito.
A família revoltada pede ajuda das autoridades para que este bárbaro crime não fique na impunidade.

Fonte: http://uruaraemfoco.blogspot.com.br/

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo