ITAITUBA

Kátia Pinheiro anuncia deixar o cargo de Presidente do Bairro Vale do Piracanã

Kátia Pinheiro, Presidente do Bairro Vale do Piracanã. Foto: Weslen Reis / Plantão.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em entrevista à imprensa, Kátia Pinheiro anunciou, na última quinta-feira (21), o seu desligamento do cargo de Presidente do Bairro Vale do Piracanã, município de Itaituba (PA).

Em fevereiro deste ano, Kátia completará dois anos à frente da presidência da associação de moradores do bairro e pretende suceder a acopução de gestora.

“Agora em fevereiro vai fazer dois anos que estou a frente do Bairro Vale do Piracanã e, como sempre, no começo é muita melhora, porque nós temos uma diretoria grande, mas afinal de contas foram só seis meses de diretoria e eu fiquei o tempo todo só eu e Deus”, disse.

Nos últimos dias, a então presidente afirma que tem recebido muitos questionamentos de pessoas perguntando o motivo de ela estar deixando a diretoria da comunidade.

“Muita gente está me perguntando e falando para eu não abandonar o bairro. Não é abandono, mas a gente tem de dar oportunidade a outros. Então, eu quero só comunicar à comunidade façam suas chapas, porque, dia 23 de fevereiro, eu entrego o cargo da presidência do Bairro Vale do Piracanã”, destacou.

Kátia, de maneira breve, discorre sobre as conquistas alcançadas durante todo esse tempo e abordou acerca dos desafios encarados.

“Foram dois anos corridos, sofridos, mas me garanti até o final. Tivemos várias conquistas. Nós lutamos pela creche, que estava parada. Estamos tentando entregar ela esse ano e nós estamos lutamos também pela nossa praça, que nunca foi entregue ao município e também tá no papel que vai ser entregue ao município… E também estou muito feliz pela conquista que eu fiz de correr atrás das lâmpadas de led e a bairros vizinhos, que é a Valmirlândia”, pontuou.

Por último, prestou os agradecimentos a todos que apreciaram ou não sua gestão e o trabalho que foi desenvolvido no residencial.

“Quero agradecer a todos do bem e do mal. Fui criticada, fui elogiada, mas é um privilégio que eu tive como presidente e também como moradora. Espero que o próximo que entrar faça um serviço de qualidade e se precisar de mim, estarei lá… Então, foram vários, mas já tá na hora das pessoas saber o que é ser um presidente de bairro, pois muita gente critica. E nós somos todos voluntários e estamos para a garra”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS