ITAITUBA

KFC apresenta videogame que roda jogo e frita frango; conheça

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


source

Olhar Digital

kfc
Reprodução/Twitter/KFC Gaming

KFC lança console

A rede de fast food KFC e a fabricante de periféricos Cooler Master firmaram uma parceria que resultou na criação do “KFConsole”, um PC gamer com configuração topo de linha com um compartimento para aquecer suas porções de frango frito.

Vamos deixar essa informação ser processada pelo seu cérebro por alguns segundos.

O nosso tom pode ser jocoso, mas a parceria, ao menos aparentemente, não é. A página oficial do KFConsole traz o slogan “Empodere a sua fome”, seguida de uma descrição nada humilde: “O KFConsole chegou. Forjado no fogos dos fornos do KFC e construído do zero pela Cooler Master, nunca antes houve uma forma mais gostosa de experimentar os jogos mais recentes em um impressionante [visual] 4K e 240 quadros por segundo [fps]”.

Seguindo a página, não vemos a lista exata de configurações, mas os banners espalhados fazem menção ao referido compartimento – aparentemente posicionado na parte superior da máquina e, supostamente, fazendo uso do ar quente despejado pelo hardware . A gaveta permite que você dê um sentido bastante literal à eterna piada “esse PC está tão quente que dá para fritar carne nele”.

Mais além, o KFConsole parece vir equipado com processador Intel Core i9 (ou “Intel Nuc 9 Extreme Compute Element” de nona geração) e uma placa de vídeo da Asus , embora o modelo específico não seja nomeado na divulgação. No armazenamento, dois SSDs Seagate Barracuda – cada um com 1 TB de espaço – prometem “acionamento completo em meros segundos” e velocidades de leitura até seis vezes mais rápida.

Tudo isso para comportar uma série de recursos bastante contemporâneos para entusiastas dos videogames : o KFConsole afirma trazer suporte à realidade virtual (VR), ray tracing e taxa de renovação de quadros de 240 Hz – juntamente dos já mencionados 240 fps e resolução 4K.

Informações sobre disponibilidade, preço ou mercados de atuação não foram divulgadas, fato que levou alguns a pensarem sobre uma suposta jogada de marketing – ainda que muito bem elaborada – ou em um produto irreal. Alguns até se mostraram mais céticos, respondendo ao tuíte de anúncio e recebendo sarcasmo de volta:

“Desculpe, mas eu não vejo isso decolando. É bobo demais” / “Ele não é feito para decolar, nós o construímos com um gabinete para frango, não asas”

Real ou não, é seguro dizer que a curiosidade da comunidade foi eficientemente seduzida.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo