ITAITUBA

Lideranças rurais paraibanas debatem desafios do setor no Estado

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Líderes do setor agropecuário da Paraíba se reuniram virtualmente nesta quarta-feira (25) e debateram os desafios que o agronegócio do Estado tem enfrentado. O encontro virtual reuniu cerca de 30 presidentes de Sindicatos Rurais, além do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa), Mário Borba.

Um tema que mobilizou as lideranças foi o acesso a mercados pelos produtores locais. O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Pombal, Fernando Gomes, relatou a experiência desenvolvida na cidade. Para ele, que também é secretário de agricultura do município, a pandemia trouxe a possibilidade de trabalhar planejamentos e análises.

“Fizemos um estudo aqui na região de Pombal, percebemos que as pessoas têm optado mais pela compra de carne congelada e fugido de açougues. Com isso, a renda dos produtores locais é prejudicada, já que as redes de supermercados costumam adquirir essa proteína fora”, explicou.

O presidente Mário Borba criticou a infraestrutura do Estado relativa ao abate de animais. “A Paraíba só tem dois abatedouros com SIF, um em Santa Rita e outro em João Pessoa. O de Mari não está funcionando. Se você vai para o abate de carneiros e caprinos, o desmonte foi grande. Então essa é uma questão que temos de enfrentar e levar ao governo estadual”, afirmou.

A discussão recebeu o apoio de outras lideranças, a exemplo do presidente do Sindicato Rural de Itabaiana, Valdemir Azevedo, para quem “a Faepa pode encampar trabalhos semelhantes em relação a outras cadeias e outros municípios. Já temos uma musculatura e organização que contribui para isso”, comentou.

Endividamento rural

O endividamento rural foi um dos assuntos discutidos. Borba destacou que existe uma medida em debate na Câmara que prevê a renegociação dos contratos firmados com o Banco do Nordeste e sinalizou também que haverá novas condições para Dívida Ativa da União.

“Nossa expectativa é a de que passado o período eleitoral, alguns desses temas avancem. No caso do Banco do Brasil, a tendência é de que a renegociação será caso a caso”, comentou Borba.

Assistência técnica e gerencial

Outro aspecto destacado pelas lideranças foi o trabalho realizado pelo Senar nos municípios com a oferta de Assistência Técnica e Gerencial. Eles reconheceram a qualidade do atendimento e a melhoria na produção que já está sendo percebida e relatada pelos produtores.

O superintendente do Senar, Sérgio Martins, participou da reunião e destacou alguns dos números desse programa.

“Hoje temos 1.740 produtores beneficiados dentro do programa Agronordeste, outros 200 no Piateg e mais 180 na parceria que temos com Banco do Nordeste. Isso está sendo possível graças a parceria com 24 sindicatos em toda Paraíba”, resumiu.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb

faepapb.com.br

Fonte: CNA Brasil

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS