ITAITUBA

Liminar obtida pelo MPPA impede cortes de energia no bandeiramento vermelho ou preto

Imagem aerea de Jacareacanga

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Promotoria de Justiça de Jacareacanga obteve liminar em Ação Civil Pública, no dia 15 de março, determinando que a Equatorial-Pará Distribuidora de Energia suspenda os cortes de energia elétrica enquanto vigorar o bandeiramento preto ou vermelho no Estado devido à pandemia, além de impedir futuros cortes nesse período.

A Ação foi proposta pelo 1º Promotor de Justiça de Itaituba, Alan Johnnes Lira Feitosa, respondendo pelas promotorias de Aveiro e Jacareacanga. A Decisão é da Juíza Karla Cristine Sampaio Nunes Galvão.  O bandeiramento vermelho iniciou no dia 2 de março, para conter o avanço da contaminação por covid-19. Porém, a empresa retomou os cortes no fornecimento de energia elétrica por inadimplemento de contas, inclusive de consumidores de baixa renda, desde dezembro de 2020, constrangendo-os a pagar o débito ou assinar acordos, sob pena de corte no fornecimento.

A decisão destaca que interromper o fornecimento de energia significa privar o consumidor de um direito básico a sua subsistência, “em um momento nefasto de sua vida, isto é, no momento em que a economia passa por um de seus piores episódios, em que o consumidor mais passou a depender desses serviços essenciais”.

A justiça determinou que a Equatorial suspenda qualquer corte de fornecimento de energia elétrica em unidades consumidoras de pessoas físicas por inadimplência, além de impedir futuros cortes de unidades em atraso, e reestabeleça em até 24h horas o serviço para as unidades  que tiveram o fornecimento suspenso a contar do dia 3 de março de 2021, enquanto perdurar o bandeiramento vermelho ou houver mudança para o preto.

Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 5 mil por ato de descumprimento até o teto de R$ 500 mil, podendo, a depender da situação, incidir sobre o patrimônio pessoal do gestor competente.

Fonte: MPPA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo