ITAITUBA

Marabá: com prontuário eletrônico, Hospital Regional do Sudeste do Pará irá economizar R$ 80 mil por ano

Imagem representativa. Foto: ASCOM - HRSP.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, iniciou neste mês uma importante etapa de modernização com a implantação do prontuário eletrônico na unidade.

Em desenvolvimento há dois anos, o novo modelo de prontuário irá possibilitar melhorias na qualificação dos processos assistenciais e gerenciais, além da diminuição no consumo de papel e outros insumos.

“Nós teremos um ganho na segurança do paciente, com significativa economia de papel, tinta de impressora, dentre outros insumos que devem gerar uma economia anual estimada em torno de R$ 80 mil reais”, explica Benjamin Ferreira, diretor Administrativo do HRSP.

O diretor comenta que o custo da implantação do novo prontuário foi em torno de R$120 mil reais. Esse valor compreende desde o desenvolvimento e licenciamento de software, até treinamento da aquisição de materiais e insumos eletrônicos.

“Os testes operacionais da plataforma eletrônica iniciaram em novembro do ano passado. Neste mês, começamos o uso experimental pelo corpo clínico e assistencial, com capacitação pelo setor de Tecnologia da Informação (TI) do Regional do Sudeste do Pará”, diz Ferreira.

A unidade, mantida pelo Governo do Estado e gerenciada pela Pró-Saúde, pretende obter uma economia anual de até 90% do papel utilizado para impressão, o que equivale a quase 3 mil resmas de folhas sulfite. Esse tipo de sustentabilidade permite a preservação de 200 árvores por ano.

Maior segurança dos dados de pacientes

O prontuário eletrônico permite um armazenamento do histórico clínico do paciente, com orientações mais objetivas aos profissionais sobre o estado de saúde, comorbidades e atendimentos prestados.

Gilson Machado, gestor de TI do HRSP, ressalta que as informações do paciente com o prontuário eletrônico são acessadas diretamente na rede privada de dados da unidade, disponibilizada somente nos computadores do hospital.

“Os dados dos nossos pacientes são armazenados em nossa rede local, que é protegida por firewalls de segurança, que só podem ser acessados internamente com senhas individuais, gerados para o corpo médico e assistencial do hospital”, comenta.

Para a enfermeira Aline Beluti, auditora de prontuários da unidade, a nova ferramenta permite com muito mais qualidade a evolução clínica dos pacientes em tratamento, monitorando praticamente em tempo real as condições de saúde dos usuários.

“O prontuário eletrônico torna o atendimento ambulatorial e hospitalar mais simples e dinâmico, contribuindo para um diagnóstico mais preciso e completo, uma vez que a ferramenta permite que os profissionais de diferentes especialidades possam compartilhar informações sobre o estado de saúde do paciente”, pontua.

O desenvolvimento da nova ferramenta conta com a experiência de gestão da Pró-Saúde, instituição filantrópica gestora do HRSP, sob contrato de gestão com Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

A instituição, com o sucesso da implantação do prontuário eletrônico no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), gerenciado pela Pró-Saúde em Santarém, levou a proposta do modelo para o HRSP.

“O uso das tecnologias na gestão hospitalar tem sido uma importante ferramenta no controle da qualidade e ampliação da segurança de informações do paciente. O objetivo é levar esse modelo para todas as unidades gerenciadas pela entidade no País”, destaca Rogério Kuntz, diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará realiza mensalmente mais de 40 mil atendimentos, entre exames, consultas, internações, cirurgias e ações multiprofissionais. A unidade também é referência no tratamento de casos graves da Covid-19 para 22 municípios da região.

Fonte: Plantão 24horas News/ASCOM – HRSP.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo