ITAITUBA

Mistério: família continua buscas por homem que desapareceu em Itaituba, no Pará

Rodolfo Moraes da Costa. Foto: Arquivo da família.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com quase 3 meses sem notícias, família continua buscas por Rodolfo Moraes da Costa, de 46 anos, que, misteriosamente, desapareceu no dia 14 de fevereiro de 2021, no município de Itaituba, sudoeste do Pará.

De acordo com a família, Rodolfo, que trabalhava na Petroleira Ed. Lopes, saiu, no dia 13/02, de Santarém (PA) e chegou a Itaituba pela manhã. Já pela tarde, o homem e dois tripulantes “saíram para cortar o cabelo” e, de lá, foram para o Quiosque da Selma. Em seguida, a cozinheira, por volta das 3 horas do dia 14, viu Rodolfo chegando, em uma voadeira, com outro homem.

A partir daí, a cozinheira entrou para o camarim e não viu mais nada. Quando o dia amanheceu, foi percebido que Rodolfo e o bote do rebocador não estavam mais no local. Após isso, a ex-esposa ligou para Rodolfo, que disse estar com os amigos bebendo dentro do quiosque que a polícia havia fechado. Depois, ele não foi mais visto.

Há alguns meses atrás, foram encontrados uns restos mortais às margens do Rio Tapajós. Contudo, a família disse que foi confirmado que a ossada não era humana, e sim de animal. À vista disso, os familiares continuam investigando na tentativa de desvendar o desaparecimento de Rodolfo.

Inclusive, a família relata que tem áudios da cozinheira sempre afirmando que viu Rodolfo, porém não o observou saindo do rebocador. Ainda de acordo com os familiares, a empresa, até então, não deu um posicionamento acerca da situação. Por isso, os familiares contam com a ajuda da divulgação e da justiça.

“[…] não sabemos mais o que fazer. a justiça não dá nenhuma resposta e nem a polícia. Vamos botar a “Boca no Trombone” por causa do áudio da cozinheira. Se ela afirma que ele não saiu do rebocador o que foi que aconteceu com ele? Porque a polícia não procura as câmeras que tem próximo do quiosque para saber o que aconteceu é nisso que a gente contamos com a sua ajuda a gente precisa de ajuda não temos condições para tá viajando para Itaituba até então precisamos tá esperando o nome da empresa éde lopes navegação ela é uma petroleira”, a família.

Por fim, que souber de alguma informação verídica sobre o paradeiro de Rodolfo pode estar entrando em contato com a família por meio do seguinte contato de telefone celular: (91) 9 9220-4945. A família agradece grandiosamente a todos que ajudarem.

Rodolfo Moraes da Costa. Foto: Arquivo da família.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS