ITAITUBA

No dia Mundial da Saúde profissionais da UPA 24h resgatam suas trajetórias em meio a pandemia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Mais de um ano de enfrentamento a COVID-19 e os profissionais que atuam na linha de frente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas lembram de momentos que estão marcados por toda vida. O Dia Mundial da Saúde celebrado neste, 7 de abril, tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde. Neste ano, a proposta pauta-se na construção de um mundo mais justo e saudável e os relatos desses profissionais são de superação, sendo, portanto, uma forma de conceituar que a saúde não é apenas individual, mas coletiva. Além de ter como intuito sempre buscar a igualdade na oferta do serviço de saúde.

A UPA 24 horas atende com mais de 155 profissionais da saúde. Os profissionais da área de enfermagem são maioria e representam o cuidado assistencial, que envolve técnica e amparo emocional. Em tempo de pandemia nunca foi tão necessário a resiliência diante da atividade profissional.

O enfermeiro Alessandro Bonfim foi contratado exclusivamente para atender pacientes da COVID-19. Ele conta que nos primeiros plantões pensou várias vezes em desistir, mas que, segundo ele, sempre houve um motivo para voltar no plantão seguinte. Atuando há quase um ano na Unidade, ele destaca que muitas vezes o melhor tratamento que pode dar não foi suficiente, e o sentimento de tristezas nesses casos tinha que sobressair a vontade de salvar a vida de quem ainda tinha chance.

“Esse vírus é traiçoeiro, tinha pacientes que já chegavam com quadro grave e a gente sabia que dificilmente ia resistir mesmo diante dos nossos esforços. A medicação ajuda, o oxigênio também, mas não adianta nada eu fazer isso e não me doar, fazer que aquele paciente acredite que ele não está sozinho”, disse ele.

A médica, Drª Ellen Portela, atua na sala vermelha da UPA desde o início da pandemia. Além de ser líder da atual equipe de médicos da Unidade, é ela quem realiza os cuidados de diversos pacientes com quadro grave da doença. Para essa profissional da saúde, a data deve ser marcada, em especial este ano, reafirmando a necessidade da prevenção contra a COVID-19. “A gente continua enfrentando a maior pandemia vivenciada neste século, mas sabemos como prevenir e quais os caminhos para evitar mais infecções, cabe a todos nós impedir a transmissão. A nossa batalha continua”, destacou ela.

Para a diretora geral da Unidade, Christiani Schwartz que já atuou como enfermeira e conhece as rotinas da área, a assistência está associada a promover saúde igualitária para todos. “Em um dia tão importante como esse de celebrar a saúde é essencial enaltecer os profissionais que possibilitam esses acessos. A data é marcante pois permite incentivar ainda mais a promoção de uma saúde pública de qualidade, e que não se restrinja apenas nos ambientes hospitalares, mas que possa chegar no cotidiano das pessoas, para que haja mais equidades nessas ofertas da saúde”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS