ITAITUBA

No Pará, 142 mil estudantes e quase 28 mil profissionais da educação voltam às escolas estaduais nesta segunda, 2

Volta às aulas presenciais no Pará. Foto: Reprodução/Agência. Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

No Pará, 142.360 estudantes voltam às aulas presenciais na rede estadual de ensino nesta segunda (2). O número de profissionais da educação neste retorno é de 27.916, sendo 16.388 professores e 11.528 servidores, de acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

O retorno presencial, de forma híbrida, também está previsto para ocorrer nas escolas particulares. Já a rede municipal de Belém segue com aulas on-line, passando a só adotar sistema híbrido, com aulas presenciais e on-line, a partir de 1º de setembro, após a vacinação completa dos professores.

Em relação à vacinação contra Covid-19, que ainda não ocorre para menores de 18 anos, 136.748 trabalhadores da educação tomaram a primeira dose da imunização – 68,09% da categoria. Já na segunda dose, foram 15.312, equivalendo a 7,62% dos profissionais.

Segundo a Seduc, a retomada das aulas presenciais na rede estadual ocorrerá de forma escalonada, iniciando com 25% do número de alunos em cada turma, que estão nos anos e séries finais. O quantitativo de retorno às atividades presenciais é o seguinte:

– 3ª série do Ensino Médio: 100.799 alunos;

– 9º ano do Ensino Fundamental: 30.341 alunos;

– 5º ano do Ensino Fundamental: 11.220 alunos;

– Professores da rede estadual: 16.388;

– Servidores: 11.528.

A Seduc disse que adquiriu cerca de 1,2 milhão de máscaras para distribuir aos estudantes, professores e servidores.

Segundo a secretaria, cada pessoa vai receber um pacote com duas máscaras do tipo reutilizável, no formato anatômico e com tripla camada de proteção.

Especialistas alertam sobre o uso adequado de máscaras, já que o risco de contágio em escolas passa de 1000% se houver mau uso da proteção.

Sobre isto, a Seduc disse que enviou recomendações e, também, disponibilizou suprimento de fundos para que as escolas da rede estadual fizessem a instalação de pias plásticas, adquirisse sabão líquido, toalha de papel, álcool em gel e termômetros com infravermelho para aferição da temperatura.

Também questionada sobre a ventilação das salas de aula, que podem ser propícias à transmissão da Covid-19 por aerosóis – micropartículas de secreção respiratória transportadas pelo ar – a Seduc disse que “será garantido espaçamento entre as carteiras e a demarcação dos ambientes escolares, assegurando que os protocolos sanitários em prevenção à Covid-19 sejam respeitados”.

A secretaria afirma ainda que o retorno “está em consonância com estudos científicos e parâmetros estabelecidos pelos órgãos de saúde pública” e que “adotará todas as medidas cabíveis para garantir os protocolos de biossegurança, com o intuito de evitar a proliferação do novo coronavírus e resguardar a saúde de toda a comunidade escolar paraense”.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS